objetivo profissional

Por que definir um objetivo profissional é tão importante?

Ter um objetivo profissional bem claro faz toda a diferença, sabia? É só pensar em uma caminhada: somente se você sabe aonde quer chegar é que pode escolher o melhor trajeto até lá. Se começar a andar sem rumo, pode acabar em destinos muito diferentes daquele que desejava.

Ou, mesmo que consiga encontrá-lo no final, provavelmente terá feito um trajeto muito mais complicado do que precisava. Em um plano de carreira funciona exatamente assim. Ter em mente quais são suas maiores aspirações profissionais é fundamental para guiar decisões em termos de capacitação e experiências.

Por isso, preparamos este texto. Continue a leitura e entenda melhor a importância de ter um objetivo profissional, como defini-lo e, principalmente, como conquistá-lo!

Qual a importância do objetivo profissional?

Definir objetivos profissionais é indispensável para direcionar os passos na construção de carreira. Além disso, ter um propósito ajuda a encontrar maior motivação para os estudos e até mesmo para as experiências profissionais, já que você sabe exatamente por qual motivo está fazendo essas coisas.

Veja em mais detalhes as principais razões para definir um objetivo de carreira desde já!

O objetivo direciona passos

Compreender as maiores aspirações profissionais é algo que funciona como um orientador para decisões e ações ao longo da vida. Um objetivo impacta a escolha de qual profissão seguir, os projetos nos quais vai se envolver, o tipo de empresa que priorizará na hora de encontrar um emprego, e muito mais.

Como dito, somente se você souber aonde quer chegar é que conseguirá calcular a melhor rota até lá. Por exemplo, caso seu seu objetivo seja estar na diretoria de uma grande empresa daqui a alguns anos, precisará de conhecimentos técnicos para isso. Além de desenvolver a habilidade de liderança e comunicação. 

Sabendo disso, poderá escolher um curso superior alinhado a esse objetivo, planejar um MBA e se envolver em atividades extracurriculares que estimulem a capacidade de liderar. 

Agora, se o que você quer é ser uma autoridade em determinado campo do conhecimento, um bom caminho para isso é a carreira acadêmica. Então, além de escolher a graduação certa, é possível ter experiências já na faculdade que facilitem o acesso ao mestrado e doutorado, como uma iniciação científica (IC).

Ter visão de futuro é um diferencial

Além de servir de guia para decisões acadêmicas e profissionais, o objetivo de carreira é um destaque em processos seletivos que pode ajudar a conseguir o emprego desejado. Afinal, você terá mais clareza sobre o porquê deseja determinada vaga e mostrará maior interesse e comprometimento com as responsabilidades que vier a assumir. 

Pessoas com visão de futuro e propósitos em mente sabem que cada etapa faz parte de um processo maior e, por isso, têm mais disposição para o aprendizado e a evolução profissional. Em recrutamentos, todas essas características são muito valorizadas e podem aproximar o candidato das melhores oportunidades.

Propósitos ajudam a sair do modo automático

Por fim, ter um objetivo profissional é algo que contribui até mesmo com a realização e o desenvolvimento pessoal, sabia? Sem propósitos ou metas, as tarefas do dia a dia perdem sentido. É claro que temos razões práticas para ter um emprego: pagar as contas e comprar coisas que precisamos ou desejamos. 

Porém, só com motivações imediatas, é mais fácil perder o ânimo para encarar jornadas muitas vezes puxadas. Assim, você pode se ver cumprindo uma rotina apenas no modo automático, procrastinando nos estudos e vivendo sem sentir prazer ou paixão em suas ocupações.

Como definir alguns objetivos profissionais?

Agora que você sabe por que é importante ter um objetivo profissional, que tal conferir algumas dicas para descobrir o seu? Veja!

Realize uma autoanálise

O trabalho é uma das áreas mais importantes da nossa vida, concorda? Basta pensar que ele ocupa de 6 a 8 horas de um dia nas jornadas mais comuns. Por isso, é muito importante que os objetivos de carreira sejam alinhados com personalidade, gostos, interesses e inclinações.

E, para entender melhor essas características, é necessário fazer uma autoanálise. Os conhecidos testes vocacionais são muito bons para isso, porque mais do que indicar algumas opções de curso, eles também identificam características sobre o perfil profissional. O mesmo vale para orientações de carreira.

Outra ideia é realizar testes de personalidade. Um exemplo bastante famoso é o MBTI — também conhecido como Tipologia de Myers-Briggs —, em que você responde a um questionário, indicando o quanto você concorda ou discorda com cada afirmação, do tipo “Você é mais um improvisador nato do que um planejador cuidadoso.”.

Após as respostas, o teste indica com qual dos 16 tipos de personalidade você mais se aproxima, baseando-se em 4 variáveis:

  • energia — extrovertido (E) X introvertido (I);
  • percepção de mundo — sensorial (S) X intuitivo (N);
  • tomadas de decisão — racional (T) X sentimental (F);
  • estilo de vida — julgador/planejador (J) X perceptivo/improvisador (P).

Os resultados são bem interessantes e trazem descrições detalhadas, incluindo comportamentos, preferências e tendências de cada um dos perfis dessa Tipologia, por exemplo, Mediador (INFP) e Executivo (ESTJ).

Faça uma lista de interesses e habilidades

Depois de descobrir um pouco mais sobre sua personalidade, é hora de direcionar esse conhecimento para as escolhas profissionais. Então, pegue papel e caneta e liste interesses e habilidades. Assim, será possível pensar em objetivos de carreira relacionados ao que gosta de fazer e aquilo com o que se sai bem.

O caminho inverso também pode ser feito: exercitar o autoconhecimento e anotar primeiro as coisas pelas quais não se atrai. Por exemplo, se você não se vê de jeito nenhum falando em público diariamente, pode escolher contornar essa característica ou simplesmente pensar em possibilidades de carreira menos ligadas à oratória.

Observe grandes inspirações

Tem uma lista de pessoas inspiradoras? Então, pense em por que elas têm trajetórias tão atrativas. Nesse exercício, você pode identificar pontos em comum entre elas e, assim, entender melhor o que desperta brilho nos seus olhos. Essa é uma boa forma de refletir sobre um propósito profissional.

Divida o grande objetivo em partes

Depois de muito refletir, você já deve ter uma boa ideia daquela posição profissional que realmente traria satisfação, não é? E não estamos falando apenas de um cargo ou de uma área. Afinal, o objetivo de carreira também pode se relacionar a impactos no mundo, por exemplo, contribuir com alguma questão social.

Agora, pegue esse grande propósito e o divida em partes menores. Uma boa forma de fazer isso é pensar em uma escala de tempo para definir quem você quer ser ou onde quer estar dentro de 5, 10 e 15 anos. Dessa forma, será mais fácil transformar esses objetivos em metas práticas.

Como conquistar esses objetivos?

Já tem um objetivo profissional definido? Ótimo! Então, é hora de traçar um plano de ação para alcançá-lo! Confira, no infográfico abaixo, 8 dicas para colocar em prática desde já! 

Guarde o infográfico nos favoritos e, abaixo, veja em mais detalhes por que cada uma dessas práticas faz toda a diferença na conquista de objetivos profissionais!

Faça o curso de graduação ideal

Seja qual for o objetivo profissional definido, provavelmente ele envolve alguma capacitação, não é? Tanto para fins práticos, afinal, o mercado de trabalho exige comprovações de competências técnicas. Como também para que você possa adquirir de fato o conhecimento necessário para aquela posição profissional.

Então, logo depois de definir seu propósito, comece a escolher o tipo de graduação e o curso mais alinhado a ele. Certamente, há uma opção perfeita para aquele objetivo. Vale a pena voltar ao teste vocacional para ver as recomendações e passear pelos sites de instituições de ensino para conferir as possibilidades opções. 

Pesquise os caminhos possíveis

Além da graduação certa, conquistar o objetivo que você tem em mente depende de uma série de decisões ao longo dos próximos anos. Então, pesquise casos de pessoas que chegaram em posições parecidas com a que deseja e o que elas fizeram.

Por exemplo, se quer saber como ser promovido, que tal perguntar para quem ocupa um cargo do mesmo nível que você deseja o que fez a diferença para se destacar lá atrás? Outra dica é buscar por vagas que se aproximem daquele propósito e conferir os requisitos exigidos para ela. Isso ajudará a entender os caminhos possíveis e os passos necessários para alcançar seu alvo. 

Defina metas para curto, médio e longo prazo

Voltando à analogia com uma jornada, pode até parecer clichê, mas a verdade é que um caminho se faz um passo após o outro. Então, só ter em mente um grande propósito não servirá para ter clareza sobre como chegar lá: você precisa visualizar os passos.

Para isso, defina metas profissionais de curto, médio e longo prazo. Agora, para que elas sejam realmente efetivas, vale a pena aplicar o conceito SMART, muito utilizado por especialistas em agilidade e produtividade. 

Baseado numa sigla vinda do inglês, ele determina que uma boa meta precisa de mais do que ambição. Esse objetivo deve ser inteligente, o que implica em ser:

  • específico (S — specific);
  • mensurável (M — measurable);
  • alcançável (A — achievable);
  • realista (R — realistic);
  • ter um prazo determinado (T — time-bound).

Use o networking a seu favor

Já ouviu falar que “quem tem contatos, tem tudo?”. Isso não é 100% verdade. Afinal, o sucesso de um objetivo profissional depende mais de nós do que das pessoas com quem nos relacionamos. Porém, ter uma boa rede de colegas, amigos, professores e mentores faz sim uma diferença enorme.

Afinal, a troca de experiências que o networking proporciona pode ajudar a ampliar sua visão, a definir caminhos mais eficientes para o grande propósito definido e até mesmo para ter acesso a boas oportunidades. Então, esteja presente no meio em que quer crescer e conecte-se com as pessoas.

Desenvolva habilidades e competências

Outro ponto importante na hora de conquistar objetivos profissionais é ter as qualidades necessárias. Cada vez mais, o mundo do trabalho exige as chamadas soft skills, termo em inglês para “habilidades suaves”. Trata-se dos aspectos comportamentais, tais como a liderança e a criatividade. Então, não se esqueça de incluí-las como parte das metas.

Pesquise sobre as características de personalidade mais relevantes para as aspirações de carreira que você tem. Depois, planeje ações que ajudem a desenvolvê-las. Alguns exemplos são cursos e treinamentos específicos e atividades extracurriculares, como: intercâmbios, monitorias, trabalho voluntário etc.

Escolha uma boa instituição de ensino

Em uma boa faculdade, surgirão mais oportunidades de estabelecer networking e diversas iniciativas que ajudarão no desenvolvimento de habilidades.

Então, contar com uma instituição de ensino de qualidade vai muito além de ter aulas melhores. Isso significa ter inúmeras vivências que contribuirão com o caminho até os objetivos. 

Tenha o objetivo e as metas por escrito

Agora, uma dica que pode parecer banal, acaba sendo importante: tenha não apenas o grande objetivo profissional bem claro, mas todas as metas escritas. De preferência, coloque essas anotações em algum lugar que seja visto diariamente. 

O ser humano é um pouco imediatista e pode ser difícil manter o foco em objetivos cujos resultados vêm no longo prazo. Assim, olhar todos os dias para o planejamento ajudará a se lembrar dos motivos pelos quais você deve ter disciplina para cumprir cada etapa. 

Reflita sobre esses planos regularmente

Para terminar, não deixe de refletir sobre esses planos regularmente. Por exemplo, aproveite para revisar o planejamento todo fim de ano e, se necessário, refazê-lo. Já que esse é o período que naturalmente nos deixa mais pensativos sobre propósitos de vida.

Não se cobre para alcançar aquele objetivo como se não houvesse outra opção. Esteja sempre com a cabeça aberta para novas possibilidades. Afinal, nós mudamos tanto ao longo da vida que aquilo que parecia essencial há alguns anos pode parecer dispensável hoje. Nunca é tarde para traçar novos objetivos e mudar de profissão, por exemplo.

Qual é a importância da qualificação profissional?

Diante desta leitura, deu para entender por que é importante ter um objetivo de carreira e como alcançá-lo. Como visto, a capacitação e o desenvolvimento de habilidades cumprem papéis importantes nesse processo. Por isso, apenas para reforçar, dê uma olhada nos motivos que fazem a qualificação ser protagonista para a realização profissional:

  • é uma porta de entrada para o mercado: você certamente crescerá pela experiência e méritos no decorrer da carreira. Porém, para ter as primeiras portas abertas, precisará comprovar competências por meio de um diploma;
  • é uma importante preparação: mesmo que você tenha algumas aptidões, é na graduação que receberá o aporte teórico e técnico que precisa para percorrer a trajetória rumo a um propósito;
  • permite enxergar novas possibilidades: o ambiente acadêmico apresenta ao estudante pontos de vista até então desconhecidos e que podem mudar completamente prioridades e interesses;
  • proporciona oportunidades: seja por meio do contato com pessoas da área, ou devido a projetos extracurriculares ou parcerias, a faculdade pode encurtar o caminho para os objetivos profissionais por meio de grandes oportunidades.

Agora você já sabe como definir um objetivo profissional e quais são os principais passos para alcançá-lo. Saber com clareza aonde se quer chegar é muito útil para orientar decisões e atitudes. Por isso, vale a pena pensar nisso desde já.

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.