carreira em y

Carreira em Y: entenda como funcionam os planos não lineares

Existem diversos tipos de planos de carreira, o que torna possível buscar algo que seja mais alinhado com suas expectativas no mundo profissional. Nesse contexto, a carreira em Y oferece uma nova perspectiva sobre como os colaboradores podem desenvolver sua vida profissional dentro da empresa.

O plano de carreira em Y é uma alternativa que considera o perfil, o desejo, a formação e a qualificação de cada colaborador, ao mesmo tempo que atende aos objetivos do negócio. Por isso, é uma tendência entre as empresas mais modernas!

Em outras palavras, podemos dizer que, no lugar de impor um único modo de promoção pra cargos gerenciais, a carreira em Y abre uma bifurcação, muito bem representada pela letra que dá nome ao método, com o objetivo de permitir escolhas individuais. Isso ajuda a garantir a empregabilidade, diminuir a rotatividade de pessoal e gerar uma série de outros benefícios.

Vamos conhecê-los? Confira!

O que é uma carreira em Y?

A carreira em Y é a iniciativa que permite oferecer aos colaboradores a opção entre buscar promoções pra cargos de gerência ou permanecer na mesma função, em cargos que oferecem vantagens similares aos de liderança — depois que o funcionário acumula experiência e se especializa.

Você sabia que esse modelo tem se tornado uma tendência, principalmente, porque assumir cargos de liderança pode ser uma experiência frustrante para o colaborador? Pois é! Para a empresa, isso pode significar, inclusive, perder um bom profissional técnico, por ele não se adaptar à nova função.

O problema que a carreira em Y resolve

Não é um segredo pra quem trabalha com gestão de pessoas que esse problema ocorre repetidamente, e é fácil entender o motivo. As habilidades necessárias pra exercer uma função técnica, como executar manutenção de TI ou fazer análises de mercado, não são as mesmas que os gerentes precisam pra liderar as equipes que executam essas tarefas.

Portanto, o plano de carreira em Y considera que existem pessoas diferentes, com perfis mais voltados pra uma função ou outra. Além disso, está baseado na percepção de que técnicos especializados e com prática nas atividades que executam são mais produtivos e eficientes.

Eles conhecem suas atribuições, sabem o que a empresa precisa e já viveram experiências suficientes pra entender o que funciona e o que pode dar errado. Se forem criativos e informados, ainda podem contribuir com soluções inovadoras para os problemas do dia a dia.

A importância da especialização

Pra entender como a carreira em Y funciona para os técnicos, é preciso considerar a importância da especialização. Naturalmente, quem exerce uma função durante muito tempo também pode adquirir vícios, tornar-se resistente às mudanças e ficar desatualizado.

A única forma de superar essa ameaça, que pode atingir qualquer profissional, por mais qualificado e inteligente que seja, é buscar aprender técnicas e conceitos modernos. Essa é uma das funções da pós-graduação no plano de carreira em Y.

Você vai encontrar opções de cursos que atendem muito bem a essa necessidade, ao oferecer disciplinas elaboradas e incluídas na grade curricular pra preencher essa lacuna. Além de aprofundar as informações assimiladas na graduação, elas trazem ensinamentos modernos.

Dessa forma, garantem a atualização de que o profissional precisa. Além de tudo, abrem as portas para formar um bom networking com pessoas que buscam os mesmos conhecimentos, trabalham em segmentos diferentes e têm experiências diversificadas.

Quais os diferentes tipos de planos de carreira?

Agora, vamos relacionar os principais tipos de planos de carreira. Assim, você poderá fazer um comparativo com o plano de carreira em Y. Acompanhe!

Plano de carreira em W

Além de escolher entre manter a função como especialista e assumir um cargo de liderança, como ocorre na carreira em Y, o plano em W permite ao profissional uma terceira opção, que é a gestão de projetos.

Plano de carreira em linha

É o modelo militar, em que é considerado o tempo de serviço para as promoções, que são difíceis e seguem uma sequência determinada e rígida.

Plano horizontal

Ocorre nas empresas que aboliram a hierarquia. Como não existem cargos superiores em relação aos outros, não há promoções, mas o reconhecimento pelo bom desempenho com aumentos salariais.

Plano de carreira paralela

Nesse modelo, alguns colaboradores seguem um ramo hierárquico diferente dos demais. Um bom exemplo é um programa de trainee, no qual os colaboradores aprovados são preparados pra assumir os cargos de liderança.

Plano de carreira em rede

Aqui, os colaboradores têm uma série de opções de promoção. Os cargos desejados são alcançados conforme o desenvolvimento pessoal, que é acompanhado para planejar a carreira. 

Isso permite às lideranças uma atuação focada no desenvolvimento dos funcionários. Eles podem sugerir uma segunda graduação ou pós-graduação, transmitir feedbacks sobre o comportamento e fazer outras contribuições. Tudo sempre com base em dados objetivos e concretos, que demonstrem claramente o que pode mudar no comportamento pra melhorar o desempenho.

Quais as vantagens do plano de carreira em Y?

A vantagem mais evidente desse modelo é não precisar se prender a um plano de carreira engessado. Com o plano de carreira linear, é o funcionário que precisa se adequar ao padrão, no lugar de escolher voluntariamente. Na versão não linear, isso não acontece, pois há a opção de especialização.

Aliás, você deve ter notado que usamos esse termo repetidamente no decorrer do texto. Ainda assim, vale a pena reforçar que não basta permanecer no mesmo cargo pra ter sucesso na carreira em Y. É preciso se desenvolver conforme a experiência é acumulada e se atualizar, como ao fazer uma pós ou MBA.

Pra terminar, vale fazer uma observação pra evitar confusões, ok? É que quando falamos de especialização, não estamos querendo dizer que um conhecimento focado na atividade é suficiente. Ele é necessário pra que o profissional domine o que faz, mas a multidisciplinaridade continua sendo muito importante.

As competências necessárias para realizar atividades diversas são fundamentais, porque precisamos lidar com questões diferentes no dia a dia, especialmente, em razão da tecnologia. Em outras palavras, é preciso alta especialização nas atividades principais da função, mas com capacidade pra executar várias outras tarefas, conforme surja a necessidade.

A multidisciplinaridade e a carreira em Y não eliminam uma à outra, muito pelo contrário — elas se complementam! Falando nisso, encontramos um conteúdo pra agregar conhecimento a tudo que falamos neste post.

Tem curiosidade? Confira o que você precisa fazer pra ser promovido!

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.