4 dicas para se sair bem nas dinâmicas de grupo

4 dicas para se sair bem nas dinâmicas de grupo

Quem está participando de um processo seletivo, seja para estágio ou vaga de emprego, já ouviu falar na dinâmica de grupo. Esse exercício é muito comum para tentar entender como os participantes interagem ao atuar com outras pessoas e o comportamento deles nas situações do dia a dia.

Nesse momento, não há nenhuma regra absoluta que leve ao sucesso nessas atividades. Assim, esse exercício permite que os gestores incentivem a criatividade dos funcionários, a motivação e aumentar o engajamento.

Além disso, a dinâmica de grupo permite entender e fazer uma análise mais completa dos profissionais ou candidatos a vagas que vai além de saber como fazer um bom currículo. Quer entender mais sobre como se sair bem nessas dinâmicas? Continue lendo este texto!

O que são dinâmicas de grupo?

A dinâmica de grupo é muito utilizada nos processos seletivos para trabalho e estágio, com o objetivo de extrair ou disseminar os conhecimentos dos participantes. São algumas atividades utilizadas para promover o engajamento entre as pessoas em contextos diferentes. Essa abordagem pode ser empregada tanto em processos seletivos quanto em treinamentos internos.

Outro destaque para essa prática é que ela visa a extrair e apresentar conhecimentos específicos aos membros da equipe. Sendo assim, a partir disso que é possível que os gestores engajem, incentivem a criatividade, entendam o clima organizacional e saibam como realizar a motivação do time.

Essa ferramenta é essencial para garantir que todos estejam integrados e os objetivos estejam alinhados com os da empresa. Para conquistar bons resultados nessa etapa, é importante ter um preparo.

Quais os principais tipos de dinâmica de grupo?

Essa prática oferece diversos benefícios para as instituições e os colaboradores, já que a aplicação é fácil e permite entender melhor os participantes.

Existem algumas opções de dinâmicas em grupos que são aplicadas pelas instituições. Confira abaixo alguns exemplos que podem ser aplicados.

Dinâmica do balão

Cada pessoa recebe dois balões e uma corda para amarrá-los à cintura, assim, as equipes recebem uma cor específica. A partir disso, os participantes devem estourar as bexigas dos adversários com as mãos enquanto defende as suas.

É indicada para desenvolver o trabalho em equipe e até a competitividade saudável, para definir as estratégias de defesa e ataque. Dessa forma, ganha quem estourar mais os balões da equipe adversária. 

Dinâmica da Ilha Deserta

Para realizar essa atividade, basta perguntar aos participantes: “se estivesse perdido em uma ilha deserta, com quem do grupo você gostaria de estar?”. Distribua papéis para que cada um escreva sua resposta em sigilo. Depois, diga para cada um, individualmente, quantas vezes eles foram citados e os motivos mencionados pelos colegas.

Para o sucesso dessa dinâmica, é importante realizá-la entre sujeitos que já se conhecem. O objetivo é melhorar o relacionamento interpessoal do grupo e ressaltar os pontos positivos de cada um.

Dinâmica das semelhanças

Divida o grupo em duplas ou trios para que dialoguem e encontrem três semelhanças entre si. Nesse caso, eles podem escolher qualquer tema, como futebol, cinema, música, séries ou até mesmo as características similares ao trabalho.

Sabemos que os seres humanos buscam a aproximação de pessoas com quem elas têm mais afinidades. Assim, o objetivo é explorar o comportamento de busca pelas afinidades. Ao final, peça que eles conversem sobre esse exercício e compartilhem as semelhanças que têm.

Por que as dinâmicas em grupo são tão importantes?

As dinâmicas em grupo, quando são bem estabelecidas, se tornam parte de uma estratégia que pode trazer autoconhecimento para o candidato e resultados para a empresa. Isso acontece porque permitem a criação de elo entre as pessoas. Assim, essa atividade oferece:

  • relações mais transparentes — a confiança entre os membros da equipe torna o dia a dia no trabalho mais agradável e motivador;
  • melhoria da performance da equipe — os membros mais engajados e conscientes das habilidades que possuem;
  • aumento na colaboração dos membros do time — evita a competição desnecessária e agiliza a execução das tarefas;
  • equipe mais empenhada e comprometida com o trabalho — facilita o alcance de metas individuais e coletivas.

É nesse momento que os gestores avaliam as soft skills, aquelas habilidades comportamentais, as competências subjetivas e até aquelas de difícil avaliação dos colaboradores. Sendo assim, é possível identificar:

  • orientação sobre o resultado;
  • comunicação eficaz;
  • trabalho em equipe;
  • pensamento crítico;
  • colaboração;
  • entusiasmo;
  • resiliência;
  • otimismo;
  • liderança;
  • ética.

Como melhorar seu desenvolvimento nesse momento?

Sabemos que as entrevistas são etapas realizadas em todos os processos seletivos, contudo, caso as dinâmicas em grupos ocorram, é preciso estar pronto para esse momento. Por isso, destacamos a importância de focar não somente em questões técnicas, mas também nas soft skills, competências relacionadas às capacidades comportamentais.

As habilidades socioemocionais são cada dia mais relevantes entre as empresas. Ter conhecimento sobre elas e desenvolvê-las se tornou uma ótima ferramenta para ter um bom desempenho nas dinâmicas em grupo. Confira algumas dicas para isso!

1. Investir em autoconhecimento

Conhecer-se é importante para entender qual a direção certa a seguir em sua vida, seja ela no âmbito pessoal, educacional e profissional. Isso acontece porque é assim que as pessoas compreendem as próprias preferências comportamentais e as dos outros, o que contribui para tornar o ambiente mais harmonioso. 

2. Interagir com o grupo

Trabalhar em equipe é uma habilidade necessária para extrair bons resultados, pois quem se dá bem com os colegas consegue lidar melhor com as situações estressantes e conquista a confiança dos outros. Sendo assim, é possível entender como agir em diferentes áreas e momentos da empresa.

3. Ser espontâneo

Deixe suas verdadeiras competências transparecerem. Dessa forma, você mostrará quem realmente é. Outro ponto importante é evitar pensar no fato de que está sendo avaliado, pois a atenção na dinâmica de grupo não será desviada.

4. Ser educado com todos

Ao sabermos que estamos sendo avaliados, o nervosismo pode tomar conta e atrapalhar a forma de agir na dinâmica. Contudo, é necessário se concentrar em ser amigável com quem está participando do mesmo processo. Isso mostra como você sabe lidar com as pessoas ao seu redor e sobretudo com a ansiedade.

As dinâmicas em grupo buscam promover os esforços, melhorar as relações pessoais e a produtividade entre as pessoas. Por isso, não só habilidades técnicas são avaliadas. Outras competências, como saber trabalhar com pressão e em equipe, também são observadas nesse momento. 

Ficou mais claro qual é o caminho para conquistar um bom resultado nessas atividades? Para receber mais conteúdos que ajudarão na sua vida pessoal e profissional, assine a nossa newsletter.

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.