Entenda a diferença entre ensino remoto e estudo EAD

Apesar de já ser uma modalidade de ensino que vinha crescendo muito nos últimos tempos, o ensino remoto acabou impulsionado pela pandemia. A suspensão das atividades presenciais por conta do coronavírus aumentou a procura pelas tecnologias que viabilizam o estudo a distância.

Mas existe diferença entre ensino remoto e EAD? O que você sabe sobre isso? Entender o cenário da educação nos dias de hoje é muito importante, principalmente para fazer escolhas ao longo da sua vida acadêmica.

Quer saber mais? Confira o conteúdo cheio de informações que preparamos a seguir.

O que é o ensino remoto?

O ensino remoto pode ser definido como uma solução momentânea ou temporária quando as atividades presenciais não podem ocorrer por algum motivo. Isso foi exatamente o que aconteceu durante a pandemia, já que o isolamento social foi determinado para conter a proliferação da COVID-19.

Então, alunos da modalidade presencial tiveram acesso aos conteúdos pedagógicos de forma remota, utilizando a internet e outras tecnologias para aprender ao longo desse tempo.

Mesmo sem uma previsão certa sobre o retorno às aulas, isso certamente aconteceria em algum momento. Ou seja, o ensino remoto não é a mesma coisa que o ensino a distância (EAD).

Qual a diferença entre ensino remoto e EAD?

De alguma maneira, o ensino remoto se parece com o ensino a distância enquanto acontece. Ferramentas digitais cumprem o papel de facilitar a comunicação entre instituição de ensino, professores e estudantes.

Então, existem os detalhes específicos de cada curso, como métodos e atividades utilizadas para aprendizagem. Algumas aulas são transmitidas ao vivo, outros conteúdos são gravados e disponibilizados nas plataformas, tutores e fóruns dão suporte ao processo etc.

A grande diferença está na ideia central de cada uma das propostas. O EAD é uma modalidade de ensino/aprendizado escolhida pelo aluno, que opta por um curso estruturado para acontecer a distância.

Alguns benefícios, como a flexibilidade de rotina e economia, estão entre os grandes atrativos que fizeram com que esse modelo crescesse tanto. Para se ter uma ideia, o Censo de Educação Superior de 2019 aponta que 35% das matrículas de graduação no ensino privado foram em cursos EAD. O que representa um número bastante expressivo, não é mesmo?

Por outro lado, o ensino remoto ocorre em momentos pontuais, principalmente para resolver problemas como a impossibilidade dos encontros presenciais que a pandemia trouxe. Ele também pode acontecer quando um professor precisa se ausentar por motivos de saúde ou viagem, por exemplo.

Normalmente, essa situação não se estende por muito tempo e o ensino remoto é como um recurso empregado em determinadas situações dentro do modelo presencial. Já no modelo híbrido, temos a combinação entre o ensino remoto e presencial.

Quais as vantagens do EAD?

O número de pessoas que se interessa pela possibilidade de estudar a distância tem crescido. Ainda assim, quem não passou por essa experiência pode não conhecer as vantagens envolvidas.

Um dos maiores atrativos do EAD com certeza é a flexibilidade. Não ter que marcar presença todos os dias ou quase que diariamente na instituição de ensino é algo que facilita bastante a rotina. Por exemplo, vários estudantes que têm compromissos profissionais ou familiares só conseguem fazer um curso pela chance de estudar de casa. Conciliando tarefas com mais autonomia e estabelecendo os próprios horários de estudo.

Fora as atividades que acontecem ao vivo, cada estudante acessa a plataforma de aprendizagem quando puder e quiser. Isso permite atender perfis bem abrangentes, desde aqueles que já começam o dia estudando até os estudantes da madrugada. Não há certo ou errado nesse modelo, o mais importante é que todo conteúdo seja cumprido.

A organização e disciplina do aluno passam a ser fatores essenciais para o seu sucesso, até porque a flexibilidade e independência do EAD exigem responsabilidade.

Ao contrário do que muitos pensam, essa não é uma modalidade “mais fácil”. A conquista do diploma depende da dedicação pessoal e, inclusive, o certificado de uma graduação a distância ou presencial tem a mesma validade. Isso quer dizer que qualidade é uma questão relacionada a cada instituição que oferece o curso e não ao fato de ser EAD.

Sabe qual outro benefício atrai muita gente? A economia. As mensalidades do EAD são mais baratas e algumas despesas do dia a dia são eliminadas — especialmente de transporte. O que mais você economiza quando estuda a distância? Tempo! Como não é necessário se deslocar e a rotina consegue ser mais flexível, otimizar tempo é mais uma das vantagens.

Quais os desafios do ensino remoto?

O grande desafio do ensino remoto está ligado à característica do modelo de ser uma solução temporária. Isto é, mesmo que seja possível vencer a barreira da distância e continuar com as atividades usando a tecnologia por um tempo, a verdade é que as atividades não foram programadas para esse modelo de ensino.

Em um curso presencial, tudo é pensado para o formato da sala de aula com encontros físicos entre professores e alunos. Então, a falta de experiência e planejamento para o ensino remoto pode ser um problema.

A pandemia evidenciou esse ponto. Algumas instituições de ensino estavam preparadas para lidar com a distância. Porém, muitas viveram uma realidade totalmente oposta, enfrentando diversas dificuldades para manter a programação letiva.

Aliás, vale lembrar que não basta que a escola ou faculdade tenha a infraestrutura adequada para ensinar a distância, já que os estudantes também representam uma parte relevante desse cenário.

A educação pública brasileira foi um grande exemplo disso durante a suspensão das aulas por conta da COVID-19. Milhares de alunos foram prejudicados por não terem acesso aos conteúdos disponibilizados pelas suas escolas. Entre as principais razões: dificuldade de acesso à internet e falta de equipamentos.

Enquanto isso, as instituições correram contra o tempo para inserir o ensino remoto e fazer as adaptações necessárias. Infelizmente, os resultados não foram os melhores em todos os lugares, embora essa fosse a única solução para contornar o problema e não ter que cancelar os estudos.

Enfim, o ensino remoto pode ser uma solução vantajosa e eficaz, desde que todos os envolvidos estejam preparados para passar por essa experiência.

Qual a influência da tecnologia no ensino remoto e no EAD?

A tecnologia é um recurso essencial também nesse modelo de ensino. Muita gente não sabe, mas o EAD não nasceu com a internet e com os computadores. O ensino a distância começou ainda na época das correspondências postais, sendo possível completar um curso recebendo os materiais pelo correio ao longo de vários meses.

Com o avanço das tecnologias, é claro que o processo de aprendizado ficou mais fácil. Hoje, as aulas podem ser transmitidas ao vivo e assistidas de qualquer lugar do mundo com acesso à internet. Um aluno que viaja a trabalho para outro país, por exemplo, consegue continuar seus estudos em tempo real lidando apenas com as diferenças de fuso horário.

Além das transmissões ao vivo, os conteúdos gravados e outros materiais ficam disponíveis em uma plataforma virtual que funciona como um centro de estudo. Realizar e entregar tarefas, conversar com colegas e tirar dúvidas com professores são possibilidades que essas ferramentas normalmente oferecem.

Como sabemos que as soluções tecnológicas não param de evoluir, cada vez mais as possibilidades se multiplicam. Se antes era preciso mudar de cidade, estado ou país para fazer um determinado curso, agora temos a oportunidade de nos conectar e compartilhar conhecimento de forma global. Isso tudo só é possível graças à tecnologia.

Como se preparar para o ensino remoto e o EAD?

Com todas as vantagens que citamos até aqui, fica claro que a experiência de estudar a distância pode ser muito positiva. Porém, é óbvio que se preparar para isso também é muito importante e aumenta as chances de ter bons resultados.

No caso do ensino remoto, muitas vezes não acontece um “aviso prévio” de que essa solução vai ser adotada. Logo, estudantes e professores se adaptam como podem dentro das suas possibilidades.

Uma boa dica nesse contexto é buscar informação. Faça o possível para aproveitar a oportunidade e tire dúvidas com quem entende do assunto. Sempre que surgir uma dificuldade, pesquise, pergunte e peça ajuda. O ensino remoto não deve ser menos produtivo por falta de empenho.

Considerando que o EAD já é uma modalidade estabelecida para ser a distância e que os alunos normalmente iniciam o curso sabendo disso, listamos aqui algumas dicas de preparação para essa jornada.

Aprenda a administrar seu tempo

Um dos segredos para ser eficiente quando se tem autonomia é a gestão de tempo. Teoricamente, você pode fazer o que quiser com as horas livres do seu dia e não precisa estar na sala de aula em um horário fixo, certo? Já vimos que essa é uma das maiores facilidades do EAD.

Então, aprenda a administrar o tempo com sabedoria, conciliando todos os seus afazeres pessoais, profissionais etc. Às vezes, um intervalo entre um compromisso e outro é oportunidade para estudar um pouco ou fazer uma tarefa do curso. Aproveite a praticidade de poder se conectar à internet de qualquer lugar para impulsionar sua produtividade.

Evite procrastinar

A flexibilidade do EAD não pode ser um gatilho para a procrastinação. Não há tantas cobranças como é comum ter no ensino presencial, pois a expectativa é que cada aluno saiba lidar com as próprias responsabilidades.

Seguindo a dica de gestão de tempo, faça um planejamento diário para não deixar nada para trás e acabar acumulando tarefas — esse é um dos maiores riscos. Estabeleça seu ritmo de estudos e não caia na tentação de não ter uma rotina estruturada, só porque você escolheu uma modalidade mais flexível. É bom ter horários definidos, um espaço adequado e um cronograma a ser seguido.

Aprender é um processo muito ligado a fatores como constância, foco e disciplina. Pense que pouco adianta ter liberdade e não alcançar seus objetivos, não é verdade? Além de desperdício de dinheiro, você perderá tempo se não se dedicar o suficiente.

Use todos os recursos disponíveis

Um erro cometido por diversos estudantes do EAD é não explorar as ferramentas que estão à disposição e perder oportunidades com isso. Em geral, as plataformas virtuais de aprendizagem têm muitas funcionalidades, desde grupos de discussão até seções com materiais complementares. Aliás, o networking no ensino a distância acontece também nesses espaços.

A verdade é que a experiência de aprendizagem de quem aproveita todos esses recursos costuma ser muito melhor do que o aluno que vive com dúvidas e vê a distância como um problema. Não seja essa pessoa! Comece o curso com disposição para buscar conhecimento e trocar com outras pessoas, o que vai fazer com que essa jornada seja muito mais leve e proveitosa.

Exercite a sua motivação

Um dos desafios de estudar a distância é manter-se motivado. No ensino presencial, existe a obrigação de comparecer às aulas e os professores geralmente exercem esse papel de estimular os alunos diariamente.

Estudando por conta própria, o autocontrole é ainda mais importante. Por que não descansar no sofá e deixar as atividades para amanhã? Que tal assistir uma série ou sair com os amigos? Como fazer para vencer o desânimo de um dia desgastante e cumprir as tarefas do curso?

Esses e outros pensamentos podem passar pela sua cabeça em algum momento e resgatar sua motivação é o que vai fazer você continuar e vencer a missão. Quando se sentir cansado ou com baixa capacidade de concentração, tire um tempo e retome os estudos mais tarde. O que importa é cuidar do próprio desempenho para seguir toda a programação!

Enfim, o ensino remoto e o EAD oferecem benefícios, mas é preciso ter comprometimento para aproveitar essa experiência da melhor maneira possível. Cada um desses formatos também envolve desafios para a instituição de ensino, professores e alunos, mesmo assim vale focar no privilégio de usar as tecnologias para vencer as barreiras físicas e promover o conhecimento. Estudar a distância pode ser a solução da sua vida!

Percebeu como o EAD é uma modalidade preparada desde o início para oferecer a melhor experiência aos estudantes? Descubra neste teste qual profissão mais combina com você para começar uma faculdade sem sair de casa!

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.