saúde da família

Saúde da família: como fazer carreira nessa área?

Você sabia que boa parte dos problemas de saúde da população brasileira podem ser evitados com a chamada atenção básica de qualidade? Por isso, os profissionais de saúde da família estão cada vez mais sendo requisitados no mercado. 

Atualmente, esses especialistas são responsáveis por trabalhar diretamente com as comunidades e famílias, garantindo tanto um tratamento adequado, quanto ações de conscientização. Informando a sociedade sobre cuidados simples para cuidar do corpo e da mente

Mas, afinal, como que um médico da família pode atuar? Quais são as opções de ensino voltadas para esses estudantes? Hoje, contamos tudo sobre a área, além de darmos dicas para quem deseja ingressar nesse ramo. Acompanhe e fique por dentro!

O que é saúde da família? 

Antes de conhecer a formação do médico da família, que tal entender, de fato, em que consiste esse nicho de atuação? 

Em linhas gerais, a saúde da família, também conhecida como Estratégia de Saúde da Família (ESF), é um dos pilares do Sistema Único de Saúde (SUS), e diz respeito a uma estratégia de oferecer um atendimento completo e humanizado para toda e qualquer família, sempre considerando as necessidades e particularidades de cada membro. 

Já entre os princípios básicos da saúde da família, podemos destacar: 

  • a promoção da saúde; 
  • a prevenção de doenças; 
  • a proteção; 
  • o diagnóstico; 
  • o tratamento; 
  • a reabilitação; 
  • a redução de danos; 
  • os cuidados paliativos; 
  • a vigilância em saúde.

Aqui, também é válido lembrar que uma equipe especializada na ciência da saúde da família é composta por diversos profissionais. Além do próprio médico da família, esse time conta com enfermeiros e agentes comunitários, que atuam em conjunto para oferecer um atendimento mais próximo e efetivo aos pacientes.

O conceito ainda tem como base a territorialização. Em outras palavras, cada equipe de profissionais é responsável por uma determinada região, o que permite um acompanhamento mais próximo da população e uma maior facilidade de acesso aos serviços de saúde.

Quais áreas a saúde da família abrange? 

Para oferecer um atendimento completo aos indivíduos de cada área geográfica, a saúde da família também abrange diferentes atividades. A seguir, contamos quais são as principais delas. Veja só.

Promoção da saúde na comunidade

Esta é uma das principais áreas de atuação de um profissional que deseja trabalhar nesse ramo. Basicamente, a proposta é desenvolver e praticar ações capazes de melhorar os hábitos de vida da população. Como exemplo, podemos destacar: o incentivo à prática de atividades físicas, a adoção de uma alimentação saudável e a prevenção do tabagismo e do alto consumo de bebidas alcoólicas. 

Prevenção de doenças

A equipe de saúde da família, como o médico da família e outros profissionais, também é responsável pela prevenir diferentes complicações de saúde. Para tanto, a ideia é que esses especialistas conscientizem a população, além de promoverem ações de vacinação, acompanhamento frequente dos moradores, controle de doenças crônicas, bem como campanhas de prevenção de doenças transmissíveis. 

Atendimento ambulatorial

Outra possibilidade de atuação do profissional da Saúde da Família está no trabalho em ambulatórios. Em resumo, a realização de consultas, exames e demais serviços disponíveis para a população. Ainda é válido ressaltar que tal ação deve ser realizada nas Unidades Básicas de Saúde.

Visita domiciliar

Quando falamos sobre as atividades imprescindíveis na saúde da família, não podemos deixar de citar as vistorias em domicílio. Isso mesmo! Nessas condições, o profissional tem a oportunidade de conhecer melhor a família e a sua realidade, além de identificar prováveis problemas de saúde.

Consequentemente, a equipe de saúde da família terá informações suficientes para educar os moradores sobre os cuidados necessários, a fim de evitar uma série de doenças. Bem interessante!

Como atuar em saúde da família?

Se você sonha em ser um enfermeiro ou médico da família, é preciso saber quais são os requisitos para atuar na comunidade e, consequentemente, oferecer um atendimento “de primeira” aos pacientes.

Para começar, será necessário ter formação em uma das diversas áreas da saúde. Alguns exemplos são: Enfermagem, Medicina, Fisioterapia ou, até mesmo, Odontologia.

Nessa etapa, é bom ressaltar que não falamos somente das graduações, mas também, de pós-graduações com ênfase em Saúde da Família, que são excelentes para expandir os conhecimentos e habilidades do profissional, assim como, alcançar melhores perspectivas salariais e aumentar as chances de empregabilidade.

Fora isso, é de extrema relevância ter disposição para encarar diferentes desafios, sempre com receptividade, acolhimento e, acima de tudo, humanidade. 

Uma vez formado, o profissional poderá seguir carreira na saúde da família por meio de concursos públicos. Hoje em dia, boa parte das prefeituras municipais disponibilizam vagas para os interessados na área.

Contudo, vale lembrar que tais oportunidades são destinadas aos times de Saúde da Família que trabalham nas comunidades e bairros localizados em cada município. 

Por outro lado, caso a sua ideia seja atuar em ambientes privados, tudo bem! Dito isso, o médico da família, ou qualquer outro profissional especializado, poderá desenvolver a sua carreira nos seguintes locais.

ONGs

Frequentemente, as Organizações Não Governamentais (ONGs) abrem oportunidades para que os profissionais da saúde da família possam desempenhar habilidades da melhor maneira possível. Normalmente, essas oportunidades são voltadas para o atendimento em regiões carentes, que necessitam de uma maior atenção e cuidados constantes. 

Consultórios particulares

Pensou que acabava por aí? De jeito nenhum! O profissional de saúde da família também tem a chance de trabalhar em clínicas particulares. Estamos falando dos consultórios que contam com serviços voltados para as pessoas de baixa renda.

Em geral, esses estabelecimentos são compostos por diferentes especialistas da área, desde médicos até dentistas e fisioterapeutas, com o propósito de garantir um acompanhamento integral e mais humanizado para os pacientes atendidos.

Iniciativas e projetos diversos

Por fim, outro caminho para um profissional de saúde da família é atuar no desenvolvimento de projetos e demais ações, ao lado das prefeituras municipais ou instituições privadas. Normalmente, essas iniciativas podem ser compostas por atividades de promoção da saúde, prevenção de doenças variadas, treinamentos para agentes comunitários e demais melhorias que possam ser realizadas no setor. 

Viu só? Como conseguimos notar ao longo deste conteúdo exclusivo, a área de Saúde da Família é extremamente importante para o bem-estar da sociedade. Com ela, é possível oferecer serviços aos quais, em muitos casos, boa parte da população não tem acesso.

Se você se interessou por esse tipo de formação e deseja dar o primeiro passo, aproveite para acessar o nosso site e conhecer a fundo as opções de Pós-Graduação na área da Saúde. A gente se vê na próxima!

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.