profissões do futuro

6 profissões do futuro que irão redefinir o mercado

Você está por dentro do que acontece no universo profissional? Então, já deve ter notado que o mercado de trabalho está mudando a passos largos. Muitos empregos tradicionais sofreram alterações significativas para se adaptar a uma nova realidade. Esse é o caso, por exemplo, dos jornalistas na era digital e até dos professores durante a pandemia — apenas alguns exemplos do que chamamos de “profissões do futuro”.

São ocupações com foco na tecnologia, alavancadas principalmente pela transformação digital e os avanços tecnológicos dos últimos anos. Se você pretende acertar em cheio na escolha da sua graduação, é de extrema importância acompanhar quais são essas novidades e, quem sabe, investir em uma dessas carreiras tão promissoras para construir uma jornada brilhante.

Já adiantamos: há opções para todos os gostos, desde aquelas que envolvem trabalhos criativos e nada óbvios até outras, voltadas para o universo das Exatas. Como queremos ajudar você a conquistar uma vida profissional de sucesso, vamos dividir quais são essas tendências, as suas características e objetivos. Acompanhe para se atualizar desde já!

1. Content Creators

O content creator é um profissional que já está em evidência — e continuará por um bom tempo. Basicamente, estamos falando daquele indivíduo que dedica parte de seu tempo a criar conteúdos digitais, com foco em ajudar o seu público a solucionar certas questões, ou então, simplesmente, com o objetivo de divertir o usuário.

É importante destacar que os materiais produzidos pelos content creators são de altíssima qualidade, envolventes e excelentes para serem aplicados em estratégias de fidelização. Entre os principais formatos, podemos destacar os anúncios, assim como os posts para o feed do Instagram.

Para ser um bom profissional, ainda é necessário ter familiaridade com outras temáticas do mercado, sendo elas o marketing, a propaganda, o design gráfico e a fotografia.

2. Desenvolvedor de Aplicativos

Quando falamos sobre as profissões do futuro, não podemos deixar de citar os desenvolvedores de softwares de mobile. Esses profissionais já são muito valorizados no mercado de trabalho, uma vez que participam de um nicho responsável por criar aplicativos ou sistemas exclusivos para os dispositivos móveis.

Caso não saiba, o desenvolvimento de um app é constituído por várias etapas. É nessa hora que o desenvolvedor deve entrar em ação. No serviço, ele será encarregado de:

  • analisar as necessidades que o app deve solucionar;
  • realizar entrevistas com o público para conhecer a fundo as preferências do consumidor;
  • desenvolver a ferramenta do início ao fim, com foco no user experience (UX) para garantir que o design criado nas plataformas consiga atender às necessidades do usuário, aumentando a sua satisfação ao interagir com uma determinada marca no mundo digital;
  • pensar na arquitetura do sistema e demais elementos que tornam a utilização do programa eficiente;
  • fazer testes e configurar a plataforma para que ela esteja pronta para o uso.

3. Head de Design de personalidade de IA

Desde antes da pandemia, causada pela Covid-19, o uso da Inteligência Artificial (IA) já era uma realidade. Agora, esse recurso ganhou bastante destaque e está se aprimorando cada vez mais.

De modo geral, o trabalho do Head de Design de Personalidade é realizado por um profissional responsável por criar e implantar uma personalidade em um serviço de IA, como acontece com os chatbots.

No dia a dia, esse especialista irá desenvolver um perfil único, capaz de refletir a essência da marca e aproximar os clientes por meio de experiências de atendimento extremamente positivas.

Para se dar bem nessa ocupação, porém, é necessário ter bastante conhecimento em filosofia, sociologia e até design de processos. Somente com essas informações consolidadas será possível projetar uma interface automatizada, moderna e capaz de engajar os usuários.

4. Big Data Analytics

No ranking das principais profissões do futuro, está o Big Data Analytics — uma espécie de análise minuciosa dos dados que são gerados no mundo digital a todo instante. Na prática, esse profissional ajuda a extrair essas informações, armazená-las e analisá-las, com o objetivo de ajudar as grandes empresas a tomarem as decisões mais certeiras e criarem ótimas possibilidades de negócios.

Um fato curioso é que o termo Big Data surgiu no início dos anos 1990, mas somente agora, e com a criação de dados digitais, essa ocupação ganhou destaque e passou a ser mais procurada. Outro ponto bacana é que a especialidade pode ser integrada em outros setores do mercado, como nas ciências contábeis, no comércio eletrônico e até no varejo.

5. Gestor de Comunidades Online

Temos também o Gestor de Comunidade, conhecido como Community Manager. Já ouviu falar? No mercado, esse especialista é responsável por construir e gerenciar a comunidade online que existe em torno de determinada marca.

Logo, o profissional ajuda a criar e manter relacionamentos com os consumidores. Nesse processo, ainda é possível colaborar para que os clientes se tornem verdadeiros fãs da empresa, aumentando assim, seu reconhecimento, autoridade e credibilidade.

Para se estabelecer nesse nicho, porém, é necessário reunir algumas técnicas e habilidades específicas. Normalmente, são conhecimentos adquiridos na prática, especialmente, por meio de uma boa formação e grade curricular completa. Entre esses fatores, destacamos os seguintes:

  • bom senso de empatia;
  • bastante criatividade;
  • conhecimento em estratégias digitais;
  • interesse em design gráfico.

6. Data Protection Officer

Com a facilidade do acesso à internet e o crescimento dessa tecnologia nos espaços corporativos, surgiu a profissão de Data Protection Officer (DPO). A ocupação veio, especialmente, após a criação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). 

No caso, a nova legislação exige que as organizações contem com um especialista, ou “Encarregado”, responsável por proteger os dados empresariais, promovendo a segurança total das informações — seja da própria corporação, ou de seus parceiros e clientes. 

Para ser um DPO de sucesso, é necessário ter conhecimento profundo sobre a lei — e as suas mudanças —, além de entender bastante sobre segurança de dados e tecnologia. Em algumas situações, esse indivíduo ainda ajuda a orientar os demais funcionários sobre como utilizar corretamente os dados armazenados no ambiente de trabalho.

Viu só? Com essas dicas sobre as profissões do futuro, esperamos que tenha ficado mais fácil para você decidir qual o melhor caminho a seguir daqui para frente. Lembre-se: antes de escolher uma carreira, é necessário observar o mercado, os seus prós e contras, além de identificar se a ocupação tem a ver com o seu perfil. É um cuidado que fará toda a diferença em sua satisfação e autoestima profissional.

Percebeu algo em comum entre essas profissões do futuro? A maioria delas está relacionada com o desenvolvimento tecnológico. Sendo assim, para que as demandas do mercado de trabalho dos próximos anos sejam atendidas, é preciso que os profissionais estejam capacitados e alinhados com essas novas propostas.

Para isso, cultivar algumas habilidades é fundamental. Inclusive, isso pode ser tudo o que você precisa para conquistar boas posições e ter acesso a melhores oportunidades nesse novo mercado profissional.

Sem contar que quanto mais cedo você começar a trabalhar determinadas competências, mais preparação terá para enfrentar os processos seletivos para ótimas vagas em profissões do futuro.

Sendo assim, que tal conferir algumas competências profissionais que valem a pena desenvolver para ter mais chances de sucesso? A seguir, listamos 5 habilidades que o mercado de trabalho espera de você. Fique por dentro do assunto!

Caso tenha gostado do conteúdo, aproveite para compartilhar o link nas redes sociais. Os seus amigos também merecem se atualizar a respeito do assunto!

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.