Como está o mercado de trabalho para Arquitetura e Urbanismo? Confira

Como está o mercado de trabalho para Arquitetura e Urbanismo? Confira

Planejar uma carreira de sucesso envolve bastante pesquisa e projeções sobre as perspectivas da área de interesse. Se você se interessa por projetos de construções, paisagismo, luminotécnica, design de interiores e áreas parecidas, vale a pena saber como está o mercado de trabalho para Arquitetura e Urbanismo.

Oportunidades profissionais dependem de diversos fatores, como a economia do país, tendências do mercado, desenvolvimento tecnológico e demanda por serviços. No caso dos arquitetos, caminhar pela inovação, criatividade e especialização garante melhores chances, principalmente por meio de uma boa formação acadêmica.

Neste post, você vai saber o que esperar de uma carreira na área arquitetônica e como construir um plano de sucesso!

Como está o mercado de trabalho para quem faz Arquitetura?

A Arquitetura é uma área em crescimento, principalmente quando os investimentos são em projetos que aproveitam as tecnologias emergentes. Atualmente, aproximadamente 6.500 pessoas se tornam arquitetas a cada ano no Brasil, o que mostra a importância de contar com uma boa preparação para ter mais oportunidades profissionais.

O mercado de trabalho para quem faz Arquitetura se divide em diferentes categorias. Algumas áreas de atuação são mais aquecidas e procuradas, como Design de Interiores e automação residencial.

Além disso, observamos que existe uma tendência de os arquitetos construírem uma carreira como autônomos. No Brasil, segundo o II Censo das Arquitetas e Arquitetos e Urbanistas do Brasil, realizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), cerca de 51% dos profissionais fazem essa escolha e 13% decidem empreender com negócios ligados ao campo de formação acadêmica.

Quais as áreas da Arquitetura estão em alta?

Arquitetura sustentável, luminotécnica e diversas outras especialidades no ramo de Construção Civil e Urbanismo têm bastante procura. Assim, vemos cada vez mais profissionais se especializando nesses nichos para atender às demandas do mercado e terem um planejamento de carreira em campos que apresentam crescimento.

A seguir, conheça as principais áreas da Arquitetura que estão em alta e saiba como se destacar!

Design de Interiores

Esse é um dos segmentos mais conhecidos, que atua no planejamento de espaços internos, como residências, pontos comerciais, indústrias e demais ambientes. O objetivo é otimizar o uso dos elementos disponíveis e atingir os objetivos dos clientes em todos os espaços internos do imóvel.

Um designer de interiores orienta reformas e propõe ajustes para oferecer vantagens estéticas, aumentar a segurança do local e promover mais conforto aos moradores e proprietários. Desse modo, trabalha desde a parte da decoração até a infraestrutura.

Conhecer as tendências na área de Design de Interiores é uma vantagem para construir um portfólio atrativo e conquistar mais clientes. Além disso, trabalhar o relacionamento com o cliente é um diferencial para essa carreira. Dessa forma, é possível compreender as preferências e os desejos do público, a fim de atender às expectativas de cada projeto.

Arquitetura sustentável

Os impactos causados pela adoção de práticas ESG — sigla em inglês para governança ambiental, social e corporativa — e de proteção ambiental para as residências e negócios trouxeram mais visibilidade para essa área. Inclusive, projetos arquitetônicos com foco em sustentabilidade despertam novas tendências no mercado.

O objetivo desse campo de desenvolvimento é promover áreas como:

  • gestão da eficiência energética;
  • redução de resíduos;
  • aproveitamento de recursos naturais, como vento, água e energia solar;
  • implementação de sistemas de reuso;
  • conscientização em torno da importância da arquitetura sustentável.

Luminotécnica

A iluminação é capaz de transformar todo o ambiente. Também é possível criar jogos de luzes para proporcionar ao espaço as emoções e percepções planejadas, como criação de uma atmosfera receptiva, aumento do foco e da concentração, maior sensação de aconchego, entre outras possibilidades.

Quem se formou em Arquitetura pode trabalhar com essa área chamada luminotécnica. Nesse caso, os projetos das obras levam em consideração a finalidade e a infraestrutura do ambiente para otimizar a iluminação. Até mesmo na economia de energia é possível investir com o estudo do posicionamento e dos materiais das luzes.

Paisagismo

A composição de ambientes internos e externos é uma das atuações clássicas de um arquiteto — e ela continua em alta! O paisagismo pode ser utilizado em diferentes contextos e locais, a fim de trazer ao espaço a identidade desejada.

Por exemplo, uma empresa especializada em serviços de logística sustentável pode ter um imóvel com mais elementos verdes, posicionamento específico de plantas e combinação de itens naturais. O tema também pode ser aplicado em residências e comércios de diversos tipos.

O importante mesmo é saber que a formação em Arquitetura e Urbanismo permite desenvolver conhecimentos e habilidades estratégicos para adaptar as características do ambiente às necessidades e intenções do cliente. Dessa forma, você consegue valorizar o imóvel e contribuir para a estética do espaço.

Automação residencial

O uso da tecnologia em projetos arquitetônicos é outra tendência e capaz de transformar toda a rotina das pessoas que vão conviver no local. Afinal, é possível utilizar soluções inovadoras para simplificar tarefas e aumentar a segurança do lugar.

É por isso que os profissionais arquitetos também podem trabalhar com automação residencial. Investir em projetos de casas do futuro aumenta as chances de ter destaque nos próximos anos nesse mercado, uma vez que isso faz parte das expectativas dos brasileiros.

O objetivo dessa área de atuação é garantir que tecnologias como Internet das Coisas, Inteligência Artificial e Machine Learning sejam implementadas em projetos arquitetônicos. Desse modo, é possível programar luzes, eletrodomésticos, cortinas, alarmes e demais dispositivos conforme a rotina dos clientes.

Como escolher a faculdade de Arquitetura?

O mercado oferece diferentes opções convidativas para um bom futuro como profissional de Arquitetura. Mas para garantir uma boa formação, é importante escolher uma instituição de ensino reconhecida.

Entre as principais dicas para acertar na escolha da faculdade de Arquitetura estão:

  • confirir a grade curricular do curso;
  • saiber se a instituição é autorizada pelo Ministério da Educação (MEC);
  • pesquisar a opinião de alunos e ex-estudantes;
  • conhecer a forma de ingresso, como vestibular ou Enem;
  • confirmar a capacitação dos professores;
  • comparar os valores das mensalidades e as oportunidades de concorrer a bolsas de estudo.

No geral, o mercado de trabalho para Arquitetura e Urbanismo oferece uma série de opções para os mais variados gostos. Um conselho importante é procurar por áreas em crescimento, com perspectivas de futuro e alinhadas com os objetivos de carreira. Desse modo, você consegue se preparar com um planejamento estratégico e alcançar ótimos resultados.

Conte com a Anhembi Morumbi para conquistar o sucesso profissional. Confira os diferenciais do nosso curso de Arquitetura e Urbanismo!

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.