jogos digitais

Pensando em fazer curso de Jogos Digitais? Leia este guia completo

O curso de Jogos Digitais é a melhor opção para quem quer criar e desenvolver jogos eletrônicos. Ele abrange um grande mercado e várias opções de carreira. A gente também pode dizer que essa é uma das profissões do futuro, e não só porque não está entre aquelas que vão deixar de existir, mas por exigir habilidades puramente humanas.

Quer um exemplo de quantas possibilidades existem nesse mercado? A realidade virtual e a realidade aumentada, que simulam o mundo real, formam um campo vasto para aplicação dos conhecimentos aprendidos no curso de Jogos Digitais, que podem ser aplicados na publicidade e no ensino, por exemplo.

Mas vamos logo para os detalhes! A gente reuniu os principais pontos que você precisa considerar para que possa avaliar essa opção para a sua carreira e o seu desenvolvimento pessoal. Vamos conhecê-los? Confira!

Como funciona a graduação em Jogos Digitais? 

Os cursos de Jogos Digitais têm duração mínima de 2000 horas e se enquadram na modalidade de tecnólogo. Portanto, podem ser concluídos rapidamente, em até 2 anos, e transmitem um conhecimento voltado para o mercado de trabalho.

É uma ótima opção para quem, por exemplo, procura uma formação para melhorar as chances de conseguir um emprego mais qualificado, mas não deseja se aprofundar em conhecimentos acadêmicos. Isto é, aqueles voltados para a academia e com conteúdos mais conceituais, das formações mais tradicionais, que costumam durar 4 anos.

É lógico que essa formação mais clássica é importante, mas atualmente existe uma grande procura por profissionais mais técnicos, prontos para executar tarefas operacionais, como a programação de jogos.  

Além de tudo isso, o curso de Jogos Digitais é bastante acessível, mesmo que você não tenha uma bolsa de estudos. Como é mais curto, o retorno do investimento é mais rápido. Ao mesmo tempo, você recebe um diploma de graduação, o que oferece o status de profissional com ensino superior completo. 

O que se aprende no curso de Jogos Digitais?

Basicamente, o curso ensina a desenvolver Jogos Digitais em diferentes formatos. Por isso, as disciplinas são muito voltadas para programação e design, o que é essencial para construir produtos atrativos para os gamers.

Se você gosta de jogar, fica muito fácil entender a razão desse foco na parte criativa e estrutural, respectivamente, com base no design e na programação. Enquanto a programação é usada para criar funcionalidades, como o registro da pontuação, os movimentos dos personagens e a mudança de fases, o design vem para criar um ambiente atrativo e compatível com o tipo de jogo que está sendo desenvolvido.

Um cenário de guerra, por exemplo, exige recursos visuais diferentes do usado em um jogo elaborado para ensinar o alfabeto para crianças. Contudo, se usado na alfabetização de adultos, o design do jogo pode mudar bastante. Isso ocorre mesmo em relação ao desenvolvido para crianças, já que pode ter como objetivo facilitar o uso para pessoas de idade mais avançada.  

Viu como o design é importante? Isso não diminui o valor de uma boa programação, que é outra atividade ensinada nesses cursos, mas aborda a disciplina de modo específico. Ou seja, o aluno não aprende a programar qualquer software, mas sim os usados em jogos.

Além disso, quem faz o curso também precisa de conhecimentos sobre roteirização, como a usada na elaboração de vídeos, filmes e programas de audiovisual. Isso porque grande parte dos jogos contam uma história. No próximo tópico, você vai ter uma boa ideia sobre tudo que é ensinado no curso, conhecendo a grade curricular. Vamos conferir?

Como é a grade curricular do curso de Jogos Digitais?

Entre os vários cursos de tecnologia, o de Jogos Digitais está entre os que possibilitam uma graduação mais curta, com um excelente nível de aprendizado. Para ter uma ideia, aqui na Anhembi Morumbi, esse curso tem 31 disciplinas e 2135 horas totais, que podem ser cursadas em 2 anos. 

Você terá uma boa ideia do curso ao conferir as principais, que separamos como exemplos para você. São elas:

  • Desenho e Técnicas de Ilustração;
  • Introdução ao Game Design;
  • Computação Gráfica e Modelagem;
  • Programação para Games;
  • Roteirização de Jogos;
  • Comunicação;
  • Game Art;
  • Matemática e Física Aplicada a Jogos;
  • Animação de Jogos;
  • Banco de Dados Aplicado a Jogos;
  • Produção de Áudio Digital;
  • Modelagem de Cenários e Level Design;
  • Storyboard e Áudiovisual Storyboard e Linguagem Audiovisual;
  • Programação e Integração de Jogos;
  • Inteligência Artificial para Jogos.

Como deve ter notado, o curso oferece, principalmente, conhecimento nas áreas da programação e do design, além de informações importantes sobre a metodologia de desenvolvimento desse tipo de programação. 

Destaque também para a inteligência artificial aplicada aos jogos, que tende a ficar cada vez mais avançada, realista e interativa. Para desenvolver essas soluções com mais dinamismo, também é preciso praticar e agregar conhecimentos sobre gestão e humanidades, que fazem parte da grade curricular, como:

  • Processo de Negócios e Empreendedorismo;
  • Marketing e Negócios para Jogos;
  • Desenvolvimento Humano e Social.

Quais são os benefícios de fazer o curso de Jogos Digitais a distância?

A modalidade a distância é uma excelente opção para boa parte dos cursos, mas o de Jogos Digitais se destaca. Afinal, quem se forma na área precisa de intimidade com o computador e com os ambientes digitais, o que pode começar a ser desenvolvido desde a universidade.

Ambientação com o mundo virtual

Ainda que você seja das gerações mais novas, que nasceram conectadas e estão habituadas com essa realidade, as atividades específicas que você vai aprender, como computação gráfica, animação de jogos e design de jogos, exigem um aprofundamento maior.

Por isso, o modelo EAD é uma oportunidade de se acostumar aos ambientes de um modo específico, voltado para os Jogos Digitais. Aliás, o ensino a distância é uma modalidade com necessidade de recursos como os que os estudantes da área aprendem a desenvolver.

Quando o aluno aprende jogando e desenvolvendo outras atividades que são divertidas ou prazerosas para ele, fica mais fácil assimilar e memorizar o conhecimento adquirido. Mais que isso: quando aprendemos com prazer, fica mais fácil se apaixonar pelo que fazemos e pela profissão, o que pode fazer muita diferença na carreira.

Versatilidade de horários

A modalidade EAD não significa estudar menos ou não se aprofundar, como muitos pensam. É preciso se dedicar se você desejar ser um bom profissional, com mais oportunidades no mercado. 

Contudo, essa dedicação pode ser feita na hora que for melhor para você, se sua opção for a EAD. Você pode estudar quando quiser direto do seu computador ou celular. Para quem estuda e trabalha, também é possível se programar de acordo com os intervalos, mesmo que exerça uma atividade que exija o cumprimento de jornadas mais longas ou em horários incomuns.

Recursos tecnológicos disponíveis

O curso em EAD pode contar com recursos como aulas interativas, simuladores e laboratórios virtuais, que facilitam o aprendizado e são muito alinhados à prática necessária ao desenvolvimento de Jogos Digitais. 

Obviamente, as tecnologias variam de instituição para instituição. Por isso, é importante conhecer e conferir as opções disponíveis, pois estamos nos baseando nas vantagens do curso de Jogos Digitais da Anhembi Morumbi. Não são todas as universidades que oferecem o mesmo benefício.

Reconhecimento do MEC

Outro ponto a se verificar é se o diploma de curso é reconhecido pelo MEC e válido em todo Brasil, como é o caso do que ofertamos aqui. A versão de EAD para o curso de Tecnologia em Jogos Digitais é permitida e, como mencionado, legalmente reconhecida.

Sobre isso, é importante que você saiba que os cursos de tecnólogo foram implementados por iniciativa do governo, que observou uma grande necessidade dos brasileiros em se preparar e se qualificar para determinados tipos de atividades.

Afinal, em muitos casos não faz sentido permanecer 4 anos se dedicando ao estudo antes de procurar um emprego. Mas vamos detalhar para você como funciona o curso de 2 anos no formato EAD em um capítulo específico deste post. Por enquanto, vamos conferir se o seu perfil se encaixa no exigido para esses profissionais.

Qual o perfil do profissional atuante em Jogos Digitais?

A afinidade com linguagem de programação e gosto por tecnologia são algumas das principais características dos profissionais da área. É lógico que gostar de jogos pode ajudar, mas não é algo indispensável, desde que o participante tenha boa empatia para entender o que os jogadores gostam, precisam e desejam.

Além disso, estamos falando de um tipo de atividade que envolve habilidades criativas. Por isso, se você gosta de contar histórias e se sente à vontade para trabalhar com design, tem boas chances de se tornar um profissional completo, em condições de programar, roteirizar e ilustrar os jogos com os quais trabalhar.

Ao mesmo tempo, existem carreiras mais específicas em empresas de maior porte, que trabalham no desenvolvimento de jogos. Isso significa que também há espaço para quem é bom com programação, mas tem dificuldade com a roteirização, por exemplo, e vice-versa.

Saber trabalhar em equipe também é importante — especialmente nas grandes empresas, que atuam com profissionais especializados em áreas distintas —, o que fica mais fácil para quem tem habilidades socioemocionais. Como existem pessoas responsáveis por executar cada parte do trabalho, as tarefas dos envolvidos são complementares, o que exige alinhamento entre todos os membros da equipe.

Mesmo em empresas menores, com menos especialização, essa é sempre uma característica fundamental, ainda que não na mesma medida. Além disso tudo, como em todas as áreas da tecnologia, o setor de games é cheio de novidades. Isso exige que os profissionais da área se mantenham atualizados, facilitando o acompanhamento de tendências e inovações.

Como está a demanda do mercado pelo profissional em Jogos Digitais?

Os Jogos Digitais são importantes para a economia e uma “febre” entre os adeptos de jogos, seja entre os amadores, seja no meio dos jogadores profissionais, que atraem grande público para eventos de porte realizados em todo mundo.

Com a pandemia da COVID-19, o mercado de jogos teve um crescimento de 140%, segundo estudo da Visa, divulgado pelo Valor. A quantidade de cartões que foram usados para essas compras cresceu 105%, o que indica uma boa quantidade de novos compradores.

É verdade que esse crescimento tem relação com o isolamento social, que impediu que as pessoas saíssem de casa, aumentando a demanda por alternativas para passar o tempo, o que certamente se encaixa com os games.

Apesar do segmento ter tido um desempenho acima do normal durante a pandemia, ele tem demonstrado crescimento constante nos últimos anos. A questão é que, com a evolução do setor, a procura por profissionais qualificados aumenta significativamente, mas não só nas produtoras de games. 

Desenvolvedoras de aplicativos, agências de publicidade e empresas de treinamento também precisam desses profissionais, pois é possível desenvolver jogos para estimular o aprendizado, apresentar um produto ou facilitar o uso de aplicativos, por exemplo.

Quais são as possíveis carreiras para quem faz o curso de Jogos Digitais?

Se você procura qual profissão seguir no setor de tecnologia, o curso de Jogos Digitais é uma ótima opção que deve ser mantida no seu radar, pois as possibilidades trazidas por ele são muitas e abrangem muitos segmentos.

Quem tem formação em Jogos Digitais pode trabalhar, por exemplo, na criação de roteiro para jogos visuais, na preparação de cenários, na programação de jogos, com animação e em várias outras atividades nas mais diversas áreas do mercado.

Aliás, vale a pena observar que a profissão de desenvolvedor de jogos digitais pode ser exercida em home office, seja como freelancer, seja como profissional contratado no regime CLT.

Vamos conhecer as principais carreiras em jogos digitais em mais detalhes?

Game designer

Saber sobre design é uma grande vantagem no mundo atual, pois até a jornada do consumidor rumo à ação de compra precisa ser desenhada pela empresa. Os antigos planos de negócios, que estruturavam e descreviam as estratégias empresariais continuam existindo, mas há uma demanda crescente por apresentações mais fáceis de visualizar. Porém, especificamente no desenvolvimento de jogos, o designer tem uma função criativa.

A carreira de designer é mais comum em estúdios maiores, que elaboram um organograma com cargos mais específicos, como com a função exclusiva de desenvolver os assets visuais — mas vale mencionar que asset é qualquer elemento do game, o que inclui mecânicas, músicas, modelos gráficos e até animações. Já em empresas menores, o comum é que um único profissional assuma várias tarefas, como criação, roteirização, animação, iluminação, desempenho e programação.

Prestação de serviços como autônomo

Montar seu próprio estúdio pode ser uma ótima alternativa para quem quer empreender. É possível trabalhar apenas como freelancer para grandes empresas, prestar serviços diversos para organizações de vários segmentos, inclusive o educacional, ou mesclar várias dessas atividades, incluindo a possibilidade de criar seus próprios jogos.

Aliás, se você tem uma ideia para um jogo, esse modelo pode ser ótimo para garantir uma renda enquanto ele não fica pronto e não começa a gerar receita. Mas também existem alternativas interessantes para levantar recursos e se manter durante esse período, como os financiamentos privados e governamentais, investidores e as conhecidas vaquinhas virtuais. 

Nesse último caso, você pode prometer uma versão especial do jogo para quem contribuir com o projeto, por exemplo. É como se você estivesse antecipando a venda, o que é muito interessante por ser uma forma de medir a aceitação do game no mercado.

Roteirista

Assim como a carreira de design, a atividade de roteirista também é mais comum em empresas de desenvolvimento de maior porte. Lembramos disso para que fique clara a semelhança entre a produção de jogos e a de vídeos, sejam os publicitários ou os de entretenimento. 

Assim como nessas produções, os jogos contam uma história e, por isso, precisam de um roteiro. Alguns são tão bons que acabam mesmo se tornando um filme. Quando isso ocorre, é natural que façam uma adaptação — como acontece com a história de um livro, quando ela é retratada pelo cinema —, mas boa parte do trabalho já foi feita pelo roteirista do game.

Alguns dos jogos mais premiados costumam ter um grande foco na história, o que evidencia a importância desse profissional. Os melhores realmente fazem diferença e ganham grande reconhecimento. 

Contudo, mesmo que você não alcance uma posição de destaque no mundo dos games premiados, ser roteirista é uma excelente opção que pode abrir portas para outros mercados, como o publicitário.

Toda a parte de escrita do game é criada pelo roteirista, que é o responsável pelos diálogos, pelo enredo e, normalmente, pelos trailers de divulgação, que têm um apelo maior e foco na atratividade. 

Game Tester

Imaginou que a criação de um jogo ocorra sem imperfeições? Na verdade, o desenvolvimento de software de todos os tipos gera bugs, que precisam ser identificados e corrigidos, antes que qualquer usuário tenha contato com eles.

É lógico que é função dos desenvolvedores trabalhar com métodos cada vez mais eficazes de controle e desenvolvimento, procurando diminuir ao máximo o percentual de bugs. Isso significa que o problema não está na existência deles, mas sim quando ocorrem em excesso, gerando muito retrabalho e problemas.

Como em pequenas quantidades eles são considerados normais, o teste se tornou uma prática comum, aplicada dos mais diversos modos. Algumas empresas oferecem parcerias, com a liberação das versões mais novas do software para uso. A condição é que esses usuários reportem problemas.

Outras empresas contratam profissionais especializados para fazer os testes, o que traz resultados muito mais detalhados, confiáveis e precisos. Apesar de a formação em Jogos Digitais não ser uma exigência para essa tarefa, fica mais fácil se destacar para quem entende o processo de desenvolvimento e tem formação específica.

Inclusive, vale mencionar que é bastante comum que empresas internacionais contratem profissionais iniciantes para esses cargos. Ou seja, essa é uma boa porta de entrada para a indústria.

Marketing de games

Essa é uma carreira um pouco diferente das demais, pois envolve jogos desenvolvidos para divulgar produtos. Por isso, há um grande apelo publicitário envolvido, o que exige conhecimento nessa área também. Afinal, você vai desenvolver games que têm a função de fortalecer uma marca, vender um produto ou atingir um outro objetivo da publicidade.

Nesse contexto, um supermercado pode precisar de um jogo no qual um personagem busca promoções entre as gôndolas, enquanto um plano de saúde pode preferir um game com o objetivo de uma vida mais saudável, escolhendo alternativas para melhorar a qualidade de vida de vários personagens, com características particulares.

Gamification 

Note que, no caso do exemplo do plano de saúde, há uma função educativa no game, o que demonstra como existem muitas oportunidades nesse campo. Eles podem ser usados em sala de aula, como atividade complementar, ou em casa, como ferramenta de apoio para o ensino à distância.

Esse mercado oferece oportunidades em grandes empresas, especializadas em gamificação, em licitações e para contatos diretos com os potenciais clientes.

Qual a média salarial para o segmento de Jogos Digitais?

O setor de Jogos Digitais está entre os empregos que pagam bem, com uma média salarial inicial de R$ 1.021, mas em início de carreira. Depois de acumular experiência, o salário pode superar os R$ 4.000.

Contudo, se você se sentir vocacionado e puder se estruturar para se tornar um empreendedor do setor, não há limite para o que pode conquistar. Profissionais com empresas que prestam serviços diversos na área de Jogos Digitais, quando conquistam sucesso, conseguem ganhos elevadíssimos.

Além disso, quem se destaca no mercado pode superar — e até dobrar —, o patamar de R$ 4.000. Para conseguir esse destaque, é importante ter dedicação, formação e um bom networking. Esse relacionamento começa na universidade, espaço em que você terá contato com várias pessoas com os mesmos objetivos que você.

Sobre isso, não pense que o formato EAD não permite construir uma boa rede de relacionamentos com os seus colegas. Afinal, a tecnologia oferece cada vez mais interação de qualidade e humanizada. Com uma atitude colaborativa, todos podem ajudar uns aos outros nos estudos, não importa onde morem.

Já imaginou? Você formado em Jogos Digitais e desenvolvendo games incríveis em parceria com os seus colegas, espalhados pelo país? Já que tem todas as informações que precisa para identificar se esse é o seu caminho para o sucesso profissional, torne isso uma realidade agora! Começar essa caminhada está a um clique de você!

Conheça agora nosso curso de Jogos Digitais!

Saiba por que você deve começar sua faculdade agora

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.