cursos de tecnologia

Tudo que você precisa saber sobre os principais Cursos de Tecnologia

Conteúdos

Os Cursos de Tecnologia oferecem excelentes oportunidades no mercado de trabalho. Além disso, são uma forma de facilitar a vida das pessoas e construir um novo modo de viver, mais simples e prático.

Isso porque a tecnologia é uma ferramenta que permite desenvolver melhores soluções para os nossos problemas, inclusive para alguns deles que ainda não foram resolvidos. Assim, inovamos com a oferta de um valor superior, que encanta e engaja.

E como se não bastasse tudo isso, é muito provável que o próximo bilionário surja no setor de tecnologia. Então, é melhor garantir a informação que você precisa sobre as alternativas, começando pelo perfil do aluno da área, que está na forma de um infográfico, para facilitar. Confira!

curso de tecnologia

Big Data e Inteligência Analítica

O uso de dados é uma das atividades marcantes da transformação digital. Afinal, passamos por um processo que torna os dados mais abundantes e acessíveis, permitindo que eles sejam usados para mudar a forma como interagimos e negociamos. 

O curso de Big Data e Inteligência Analítica é uma oportunidade de fazer diferença em muitos negócios. Afinal, os dados em estado bruto não podem ser usados nas decisões estratégicas. Eles precisam ser adequadamente coletados, tratados e apresentados, o que exige a interferência de profissionais preparados para esse trabalho.

Principais matérias do curso

Para desenvolver com eficiência as atribuições da profissão, quem se forma na área precisa conhecer sobre negócios, sistemas e tecnologias de Big Data. Pensando nessas necessidades, podemos relacionar as seguintes matérias como principais:

  • Processo de Negócios e Empreendedorismo;
  • Fundamentos de Big Data;
  • Lógica de Programação;
  • Engenharia de Software;
  • Gestão de Projetos;
  • Ferramentas de Dashboard;
  • Probabilidade e Estatística;
  • Modelagem para a Tomada de Decisão;
  • Inteligência Artificial;
  • Arquitetura de Dados;
  • Aprendizado de Máquina.

Diferenciais do mercado de trabalho

Há uma grande demanda por especialistas na área de dados devido à sua importância para a transformação digital. As organizações precisam levantar dados diversos sobre o comportamento do público com o qual se relacionam, aprendendo sobre as necessidades, problemas e desejos que precisam ser atendidos.

Além disso, o mercado precisa agregar colaboradores em condição de enfrentar o grande desafio de coletar esses dados com segurança, respeitando a privacidade das pessoas e a legislação de proteção de dados.

Responsabilidades profissionais

Ao mesmo tempo que as empresas e instituições precisam de dados para entender o que as pessoas querem, existem restrições legais para obtê-los. 

O profissional de Big Data pode atuar como consultor ou colaborador, ajudando as empresas na análise de informações e na decisão estratégica. Em todas essas alternativas, a responsabilidade pode assumir diferentes status, como o de cientista de dados, analista, supervisor, coordenador e gerente. 

Média salarial

Uma boa notícia para quem escolhe os cursos de tecnologia é a remuneração, que começa com a média de R$ 2.407, mas pode alcançar quase R$ 10 mil depois que o profissional acumula um pouco de experiência.

Jogos Digitais

Quando mencionamos essas duas palavras, “jogos digitais”, a primeira aplicação que vem à cabeça de boa parte das pessoas é o desenvolvimento de jogos para entretenimento, que atraem um grande público. Contudo, as possibilidades com o curso de Jogos Digitais vão muito além disso. Confira!

Principais matérias do curso

Dependendo do setor em que deseja atuar, ao desenvolver jogos digitais você pode escolher diferentes matérias complementares. Na sua formação regular, você ainda vai cursar, entre outras disciplinas:

  • Desenho e Técnicas de Ilustração;
  • Game Design;
  • Roteirização de Jogos;
  • Programação para Games;
  • Processo de Negócios e Empreendedorismo;
  • Banco de Dados Aplicado a Jogos;
  • Desenvolvimento de Jogos para a Web;
  • Fundamentos para Certificação Técnica;
  • Inteligência Artificial para Jogos.

Diferenciais do mercado de trabalho

O campo de trabalho é vasto para quem escolhe esse curso. Produtoras de games, desenvolvedoras de aplicativos, agências de publicidade, organizações de ensino corporativo, estúdios e canais de TV são alguns exemplos de empresas que contratam esses profissionais.

Além do mundo gamer, os jogos são muito valorizados para facilitar o aprendizado, seja em universidades, como a Anhembi Morumbi, em capacitações oferecidas pelas empresas aos seus colaboradores ou para idosos interessados no mundo tecnológico.

Responsabilidades profissionais

A grande responsabilidade de quem escolhe atuar nessa área é garantir que o game alcance o seu objetivo, não importando se é a diversão ou o aprendizado. Aliás, mesmo os jogos de entretenimento já se tornaram profissão para muita gente.

Ao se formar, você deve ter preparo para desenvolver formatos variados de games, sempre pensando em alinhar o produto desenvolvido com o uso, garantindo uma experiência encantadora. Essa é uma particularidade importante dos jogos digitais, que se diferenciam pela capacidade de gerar engajamento e satisfação de uso.  

Média salarial

Apesar da importância dos jogos em várias atividades, a média salarial não está entre as mais significativas entre os Cursos de Tecnologia, ainda que supere a de outras áreas. Em início de carreira, a média salarial é de R$ 1.021, enquanto o profissional mais experiente ganha em média até R$ 4.215.

Redes de Computadores

Não pense nas redes de computadores aplicadas apenas em residências, escritórios e comércios. As redes industriais, por exemplo, são bastante complexas e precisam atender a demandas específicas. Atualmente, todos os equipamentos funcionam conectados, o que permite o monitoramento de desempenho em tempo real, facilitando a manutenção e evitando paradas de produção.

Para que isso seja possível, essas redes precisam funcionar em condições extremas de temperatura, com resistência a choques físicos, por exemplo. Entenda em detalhes tudo que você vai aprender no curso de Redes de Computadores para atuar nessa e em outras atividades ligadas às redes computacionais.

Principais matérias do curso

Algumas das aplicações do profissional que cria, planeja e gerencia as redes podem exigir especializações, estudos complementares e experiências específicas, mas o conteúdo regular vai oferecer conhecimentos em:

  • Arquitetura de Servidores de Rede;
  • Banco de Dados Voltado para Redes de Computadores;
  • Lógica para Redes de Computadores;
  • Cabeamento Estruturado;
  • Virtualização;
  • Servidores e Serviços de Interconectividade — Linux e Windows;
  • Interconexão e Protocolos de Redes;
  • Redes sem Fio;
  • Técnicas de Roteamento;
  • Gestão de Projetos;
  • Gestão de Datacenter;
  • Segurança em Redes de Computadores.

Diferenciais do mercado de trabalho

Esse curso proporciona como poucos a possibilidade de atuar em projetos tradicionais e inovadores, pois as redes são utilizadas desde o início da informatização. É lógico que muita coisa mudou desde essa época, como o surgimento das redes sem fio, mas isso apenas ampliou a área de atuação.

As redes são utilizadas de forma variada, desde pequenas residências até grandes empresas, gerando demandas e oportunidades diversas. Por isso, é possível atuar como prestador de serviços, em indústrias e empresas de segmentos variados.

Responsabilidades profissionais

Além de garantir o alto desempenho no uso das redes, os profissionais dessa área precisam se preocupar com a segurança, desenvolvendo sistemas de baixa vulnerabilidade a ataques e resistentes a quebras, defeitos e bugs.

Outra necessidade marcante é a de proporcionar a capacidade ideal de fluxo de dados, evitando sistemas lentos e travamentos.

Média salarial

Com um salário médio inicial de R$ 1.100 mil, os profissionais dessa área buscam desenvolvimento constante, na expectativa de alcançar os salários mais altos da profissão, que podem chegar a R$ 9.500 mil.

Sistemas para Internet

A presença digital é um tema muito presente em empresas dos mais diversos setores. Elas precisam de profissionais habilitados em marketing digital, mas também dependem diretamente de especialistas no desenvolvimento de sites, aplicativos e ambientes digitais, capazes de desenvolver as ferramentas necessárias para alcançar os objetivos. É o que faz o profissional que cursa Sistemas para Internet. Veja os detalhes!

Principais matérias do curso

Para desenvolver as capacidades necessárias, os profissionais de Sistemas para Internet aprendem sobre:

  • Teorias de Sistemas de Informação;
  • Design para Web;
  • Interface Humano Computador;
  • Lógica de Programação;
  • Engenharia de Software;
  • Processo de Negócios e Empreendedorismo;
  • Desenvolvimento Web Cliente;
  • Gestão de Projetos;
  • Java Web e Frameworks;
  • Computação para Dispositivos Móveis;
  • Comércio Eletrônico;
  • Gestão de Conteúdo e Administração Web;
  • Tendências em Internet.

Diferenciais do mercado de trabalho

O mercado de criação de sites é concorrido, mas não na mesma proporção para quem se especializa nas atividades de desenvolvimento, programação e estruturação de páginas e aplicações.

Várias soluções podem ser desenvolvidas, inclusive para a execução de procedimentos internos das empresas, como plataformas de gestão, que precisam de profissionais competentes, com conhecimento em sistemas para a internet.

Responsabilidades profissionais

Quem se forma na área pode atuar como consultor, autônomo ou contratado, tanto em empresas de telecomunicações, como nas que atuam com desenvolvimento de aplicativos, por exemplo.

Assim, existem oportunidades para ser gestor de sistemas de internet, analista, coordenador e consultor, inclusive em infraestrutura de banda larga. As atividades de planejamento, envolvendo a determinação de prazos, responsáveis e orçamentos, também costumam ser atribuídas a esses profissionais.

Média salarial

A média salarial em início de carreira é de R$ 1.815 Reais, podendo alcançar o teto de R$ 4.432. Além disso, há um campo vasto para quem quer atuar com uma pequena empresa ou como autônomo, desenvolvendo soluções sob demanda.

Ciência da Computação

O curso de Ciência da Computação é um dos mais populares entre quem procura formação na área de tecnologia. Ele permite uma atuação ampla, voltada para o desenvolvimento de programas de computador com as mais diversas funções e formatos, dos mais simples aos mais sofisticados.

Principais matérias do curso

A formação em Ciência da Computação é abrangente e exige bastante dos alunos. Por isso, é fundamental garantir uma boa estrutura de aprendizado e conteúdos complementares, capazes de garantir a participação em atividades práticas e dinâmicas. As matérias principais vão dar uma ideia melhor sobre o que é preciso aprender para se tornar um bom cientista da computação. São elas:

  • Fundamentos da Computação;
  • Matemática;
  • Algoritmos e Programação;
  • Cálculo;
  • Arquitetura e Organização de Computadores;
  • Técnicas de Programação;
  • Engenharia de Software;
  • Estrutura de Dados;
  • Sistemas Operacionais;
  • Interface Humano Computador;
  • Probabilidade e Estatística;
  • Microcontroladores;
  • Computação para Dispositivos Móveis;
  • Inteligência Artificial;
  • Computação Gráfica;
  • Gestão de Projetos.

Diferenciais do mercado de trabalho

Os cientistas da computação são valorizados pelo mercado e atuam na gestão de projetos diversos, desde a avaliação das necessidades dos usuários até o desenvolvimento de soluções capazes de atendê-las com eficiência.

Especialmente para quem se dedica à atualização constante, as oportunidades são variadas. Também há tendência de crescimento, uma vez que o mercado se expande na mesma proporção que surgem novas tecnologias e a transformação digital avança.

Responsabilidades profissionais

Atuar nessa área exige alta capacidade de raciocínio lógico, dinamismo e versatilidade. É possível assumir posições em empresas de variados portes e segmentos, bem como consultorias e fábricas de software, por exemplo.

Média salarial

A média salarial para quem começa na carreira é de R$ 2 mil, chegando a R$ 15 mil de teto.

Sistemas de Informação

O curso de Sistemas de Informação garante uma visão abrangente dos negócios, favorecendo a criação de soluções eficientes e criativas para os problemas com os quais as organizações convivem.

Principais matérias do curso

Para exercer essa importante atribuição, o profissional formado em Sistemas de Informação tem acesso a mais de 3.000 horas de aulas, com conteúdos que abrangem as seguintes matérias:

  • Teoria de Sistemas de Informação;
  • Fundamentos da Computação;
  • Algoritmos e Programação;
  • Comunicação;
  • Cálculo;
  • Arquitetura e Organização de Computadores;
  • Programação Orientada a Objetos;
  • Sistemas de Informações Gerenciais;
  • Estrutura de Dados;
  • Desenvolvimento de Software para Web;
  • Laboratório de Redes de Computadores;
  • Computação para Dispositivos Móveis;
  • Gestão de Projetos;
  • Gestão Financeira e de Marketing, aplicadas a TI;
  • Processos Decisórios;
  • Segurança e Auditoria de Sistemas.

Diferenciais do mercado de trabalho

Há uma grande procura por profissionais dessa área nos centros urbanos e possibilidade de trabalho em empresas diversas, mas com destaque para as desenvolvedoras de softwares e aplicativos.

Responsabilidades profissionais

Como os sistemas são desenvolvidos com foco na solução de problemas organizacionais, as responsabilidades dos profissionais envolvidos incluem um alinhamento com demandas de gestão, conhecimento sobre negócios e boa capacidade de relacionamento em equipe.

Média salarial

Já em início de carreira, quem se forma em Sistemas de Informação conta com um salário médio de R$ 2.600 Reais. Como teto, os profissionais podem almejar até R$ 20 mil por mês, com vários benefícios agregados.

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Alguns Cursos de Tecnologia têm diferenças sutis entre eles. É o caso da Análise e Desenvolvimento de Sistemas em relação à Ciência da Computação e Sistemas de Informação. Não é raro que eles sejam confundidos, mas é fundamental que você perceba as diferenças para fazer a escolha certa, considerando inclusive a duração de cada um.

O curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Anhembi Morumbi é oferecido na modalidade de curta duração, permitindo uma formação em 5 semestres, com uma ótima condição para enfrentar os desafios do mercado de trabalho, conquistando uma boa colocação.

Principais matérias do curso

Com 32 disciplinas, ministradas em 2.135 horas, o curso aborda principalmente os seguintes temas:

  • Fundamentos para Computação;
  • Lógica de Programação;
  • Engenharia de Software;
  • Programação Orientada a Objetos;
  • Sistemas Operacionais;
  • Processos de Negócios e Empreendedorismo;
  • Banco de Dados;
  • Gestão de Projetos;
  • Desenvolvimento de Software para a Web;
  • Qualidade e Teste de Software;
  • Computação para Dispositivos Móveis.

Diferenciais do mercado de trabalho

O Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas já é tradicional na academia brasileira. Por isso, o valor desses profissionais já é reconhecido pelo mercado. Com essa formação, você pode esperar trabalhar em indústrias, desenvolvedoras de software e até de forma autônoma, se for o seu perfil.

Responsabilidades profissionais

Essa formação permite analisar, projetar, testar, implementar e fazer a manutenção de sistemas computacionais.

Média salarial

A média salarial desse profissional é de R$ 2.130 reais, chegando a superar os R$ 6 mil.

Gestão da Tecnologia da Informação

Também com 5 semestres de duração, o curso de Gestão da Tecnologia da Informação é uma alternativa rápida, que permite se qualificar para gerenciar projetos, operações e estratégias aplicadas em TI.

Principais matérias do curso

Em razão de sua natureza, o conteúdo desse curso permite aos alunos incorporar conhecimentos voltados à gestão, com as seguintes matérias:

  • Liderança de Pessoas;
  • Arquitetura e Organização de Computadores;
  • Sistemas Operacionais;
  • Processos de Negócios e Empreendedorismo;
  • Banco de Dados;
  • Modelagem de Negócios e Processos;
  • Segurança e Auditoria de Sistemas;
  • Infraestrutura e serviços de TI.

Diferenciais do mercado de trabalho

Durante muito tempo, os profissionais da área de TI sentiram dificuldades com a gestão, depois de formados. Esse curso ajuda a preencher essa lacuna, o que cria oportunidades diversas, seja como consultor, colaborador ou empreendedor do setor de TI.

Responsabilidades profissionais

O profissional dessa área precisa desenvolver ótimas habilidades de liderança, organização e relacionamento, além de demonstrar conhecimento técnico consistente.

Média salarial

O salário inicial de um gestor de TI é de R$ 1.100 Reais, com o teto de R$ 10 mil.

Segurança da Informação

A Segurança da Informação é uma atividade bastante demandada, dinâmica e desafiadora. Se essas características são atrativas para você, vai adorar conhecer o curso.

Principais matérias do curso

Em 5 semestres, você vai ter acesso, principalmente, aos seguintes materiais:

  • Princípios de Segurança da Informação;
  • Redes de Computadores;
  • Gestão Estratégica de Pessoas;
  • Criptografia e Certificação Digital;
  • Gestão de Riscos em Segurança da Informação;
  • Segurança em Redes de Computadores, Sistemas Operacionais e Dispositivos Móveis;
  • CyberSecurity;
  • Blockchain.

Diferenciais do mercado de trabalho

Com o crescente risco de invasões e roubo de dados, somado ao aumento da quantidade de leis de proteção de dados e garantia de privacidade, o que ocorre no mundo inteiro, a segurança está bastante valorizada, com tendência de que continue assim.

Responsabilidades profissionais

As principais responsabilidades nessa atividade são voltadas ao controle e gerenciamento de processos de segurança, incluindo sistemas e pessoas, sejam os colaboradores envolvidos no setor, sejam os usuários dos sistemas, que precisam de orientação constante.

Média salarial

A segurança está em alta, o que garante uma boa média inicial, de R$ 3.000, e um teto ainda mais atrativo, que pode chegar a R$ 9.661 mil.

Engenharia de Computação

Quem cursa Engenharia de Computação tem habilitação para projetar e construir sistemas computacionais complexos, integrando hardware e software, além de produzir dispositivos, o que exige habilidades e conhecimento para criar e inovar.

Principais matérias do curso

Com duração de 10 semestres, são disponibilizadas disciplinas extracurriculares para ajudar no desenvolvimento de habilidades importantes, como cálculos avançados, facilitando o aprendizado. Além delas, as principais matérias oferecidas são:

  • Fundamentos de Ciências Exatas;
  • Introdução à Engenharia;
  • Algoritmos e Programação;
  • Técnicas de Programação;
  • Física, Ondas e Calor;
  • Gestão das Organizações;
  • Cálculo;
  • Circuitos Elétricos;
  • Estrutura de Dados;
  • Sistemas Digitais;
  • Ciência dos Materiais;
  • Arquitetura de Computadores e Microprocessadores;
  • Engenharia de software.

Diferenciais do mercado de trabalho

Como todos os Cursos de Tecnologia, a Engenharia de Computação é uma formação com alta demanda no mercado, que necessita de profissionais especializados e atualizados. Nessa área, há espaço para trabalhar em empresas privadas e públicas, como consultor e em desenvolvedoras de soluções tecnológicas.

Os setores automobilístico, de telecomunicações, farmacêutico e de informática são alguns dos que mais têm demandas desses profissionais.

Responsabilidades profissionais

Algumas atribuições comuns assumidas por esses profissionais são: a administração de redes, o desenvolvimento de software e hardware, automação e robótica. É uma área de conhecimento que exige responsabilidades técnicas bem desenvolvidas, mas o mercado moderno está cada vez mais atento às competências multidisciplinares.

Como as soluções são desenvolvidas para serem aplicadas no dia a dia de empresas e do consumidor, é preciso considerar a aplicação e a experiência ao desenvolver novos sistemas de software e hardware.

Média salarial

A média salarial de um engenheiro da computação parte de R$ 6.429, mas pode ultrapassar R$ 8 mil com um pouco mais de experiência.

Agora que você conhece os principais Cursos de Tecnologia, vamos deixar algumas dicas para o caso de decidir seguir carreira na área. Antes de tudo, busque desenvolver o máximo de empatia com o usuário, pois é o problema dele que precisa de solução. Além disso, procure conhecimento sobre as técnicas ágeis. Assim, você consegue aplicar gradualmente pequenas soluções, no lugar de passar tempo demais buscando uma única e perfeita. Sair na frente é importante! 

E lembre-se: conhecimento é tudo nessa área. Assine a nossa newsletter para ter acesso a outros conteúdos sobre aprendizado!

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.