como focar nos estudos

Saiba como focar os estudos com essas 7 técnicas

Está difícil focar os estudos? Então, saiba que existem algumas técnicas que podem dar uma força na hora da concentração, fazendo com que você aproveite bem mais o tempo dedicado ao aprendizado.

Seja durante o Ensino Médio ou na preparação para o vestibular, contar com a ajuda de alguns métodos de estudo é sempre uma boa saída. Afinal, eles permitem otimizar o tempo, auxiliar na atenção e fortalecer o aprendizado.

Quer saber como usar essas estratégias a seu favor? Então, o primeiro passo é conhecê-las! Acompanhe este post e saiba mais sobre o assunto!

Quais técnicas de estudo ajudam a focar?

Para começar, tenha em mente que o segredo é encontrar as estratégias que mais se adaptam ao seu ritmo de estudos e ao estilo de aprendizagem que deseja adotar.

Além disso, para que esses métodos deem certo, é importante usá-los com frequência durante a rotina de estudos. Assim, você adquire um novo hábito, o que facilita a prática e aumenta a eficiência de cada estratégia escolhida.

Agora, sim, tudo pronto para conhecer as técnicas que vão ajudar a focar os estudos cada vez mais. Confira 7 delas!

1. Pirâmide de Glasser

William Glasser foi um psicólogo estadunidense que realizou diversas pesquisas em torno do tema Educação. Com isso, notou que o uso de métodos alternativos para os estudos faz toda a diferença no interesse e na motivação de um aluno.

Assim, montou uma pirâmide de como visualizar o processo de aprendizagem e retenção de conteúdos, que se divide em:

  • 5% — aulas;
  • 10% — leitura;
  • 20% — estudo por conteúdos audiovisuais;
  • 30% — demonstração;
  • 50% — discussão em grupo;
  • 75% — prática;
  • 90% — explicação para outras pessoas.

2. Mapas mentais

Como você faz os resumos dos conteúdos estudados? Existem diversas maneiras de construir as próprias anotações, como listar os principais tópicos da matéria, fazer pequenos blocos de texto ou montar mapas mentais.

Essa última técnica é uma das que contribuem para o momento de revisão, tendo em vista que utiliza recursos visuais para trabalhar a memória. Nela, o objetivo é centralizar um tema em uma folha branca. Em seguida, você escreve tudo o que lembra sobre assuntos relacionados à palavra-chave.

Lembre-se de fazer setas correlacionando os tópicos anotados. Assim, é possível entender a linha de raciocínio. Além disso, experimente deixar os mapas mentais em um lugar que você vê com frequência, como na parede do quarto ou na capa do caderno. Dessa forma, você exercita também a memória.

3. Flashcards

Quer mais um método de revisão prático e eficiente? Então, experimente usar os flashcards. Para isso, pegue pequenos cartões e faça um resumo sucinto do que você estudou sobre um conteúdo. O ideal é escrever com as próprias palavras para identificar até onde aprendeu.

Depois, quando quiser estudar para uma prova ou revisar o que foi visto anteriormente, é só pegar o flashcard e fazer uma leitura rápida. Vale destacar que organizar os resumos por tópicos facilita ainda mais o uso dessa técnica.

4. Autoexplicação

Já percebeu que quando você explica um conteúdo para alguém, parece que também está aprendendo? Acontece que isso é verdade! Quanto mais uma pessoa tem contato com determinado assunto, mais reforça o que entendeu, facilitando também a memorização.

Só que nem sempre é possível contar sobre um tema estudado para outra pessoa, não é? Então, por que não falar para si mesmo? Essa técnica recebe o nome de autoexplicação e pode ser usada no final de cada bloco de estudos, a fim de conferir o que realmente foi aprendido sobre o assunto.

5. Releitura

Para quem estuda com livros ou faz resumos, a estratégia de releitura é muito boa. Afinal, permite ter um novo contato com o conteúdo já visto, de modo que é possível notar alguma informação que não recebeu tanta atenção quando leu pela primeira vez. Ao mesmo tempo, é possível revisitar aquilo que você já aprendeu, reforçando o entendimento.

6. Estudo intercalado

Você sente que é difícil estudar um mesmo conteúdo por muito tempo? Saiba que isso é totalmente comum! Nosso cérebro tem certo limite de atenção, que dura cerca de uma hora e meia com eficiência na concentração.

Por isso, outra estratégia para focar as aulas, sem deixar a peteca cair, é o estudo intercalado. Nele, você alterna entre diferentes matérias. Desse modo, quando passar para outra disciplina, é possível renovar a atenção e facilitar a concentração por um novo intervalo de tempo.

7. Organização do espaço

Sabia que onde você estuda influencia o foco nos estudos? Quando o ambiente está bagunçado, há muito mais chances de se distrair, justamente, por conta da poluição visual.

Por outro lado, um ambiente bem organizado favorece a concentração e traz uma maior sensação de conforto. Tudo isso garante que o seu dia a dia seja mais produtivo e eficiente.

Por que é importante manter a rotina de estudos?

Saber como fazer um cronograma de estudos é um passo fundamental na vida de todo aluno, pois ajuda a se organizar com as matérias e não deixar nenhum conteúdo relevante de lado. Além disso, permite administrar o tempo e a rotina, para que seja possível focar o aprendizado.

É por esse motivo que existem tantas dicas de estudo. Colocá-las em prática é uma oportunidade e tanto para ter um maior proveito de um curso, por exemplo. Veja só os benefícios que você pode desfrutar!

Aumenta a produtividade e o desempenho

Mais produtividade e desempenho nos estudos significa que você conseguiu aproveitar, ao máximo, o que os conteúdos poderiam entregar e, ainda, teve uma boa retenção. Além disso, com horários definidos, é possível evitar a procrastinação e garantir uma boa aquisição de conhecimentos.

Abrange o tempo de concentração

Um aspecto que influencia os estudos é a atenção. Dessa forma, o período em que você consegue se concentrar diz respeito, também, ao quanto poderá aprender de um conteúdo. Com boas técnicas, é possível melhorar o foco e ter um maior rendimento.

Reforça a confiança

Saber que aprendeu um conteúdo difícil é recompensador, não é verdade? Para isso, é preciso ter confiança na hora de estudar. A boa notícia é que isso é muito mais simples quando se adotam métodos compatíveis com o seu estilo de aprendizado.

Ajuda a aproveitar melhor o tempo livre

Ao planejar a rotina de estudos, você não programa apenas os momentos de dedicação, como também, os de pausa. Assim, pode aproveitar o tempo livre sem peso na consciência, garantindo um melhor descanso no dia a dia.

Com essas técnicas, fica muito mais fácil saber como focar os estudos. Então, não perca tempo e comece a colocá-las em prática o quanto antes. Desse modo, você identifica rapidamente os métodos que mais funcionam na rotina planejada!

Gostou das dicas e quer continuar lendo mais sobre o assunto? Veja como criar uma rotina de estudos!

Criando uma rotina de estudos de sucesso

Compartilhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.